Exportar este item: EndNote BibTex

Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://tede2.usc.br:8080/jspui/handle/tede/115
Tipo do documento: Tese
Título: Análise clínica e microscópica de rebordos maxilares reconstruídos com enxertos ósseos onlay homólogos e autógenos e reabilitados com implantes osseointegráveis
Título(s) alternativo(s): Clinical and microscopic analysis of edges jaws reconstructed homologous and autologous onlay bone grafts and rehabilitated with osseointegrated implants
Autor: Sydney, Roberto Bittencourt 
Primeiro orientador: Matsumoto, Mariza Akemi
Resumo: O objetivo deste trabalho foi avaliar, clínica e microscopicamente, o comportamento de enxertos ósseos onlay homólogos e autógenos utilizados para reconstruções maxilares visando à instalação de implantes osseointegráveis. Foram selecionados 16 pacientes que precisavam de enxertos ósseos para viabilizar a instalação de implantes em reabilitações parciais na maxila. Dois grupos foram aleatoriamente formados: o Grupo A recebeu enxertos autógenos removidos do ramo mandibular; o Grupo H recebeu enxertos homólogos de tíbia. Após seis a nove meses, foram coletadas amostras de tecido para avaliação microscópica e instalados implantes osseointegráveis. Passados outros seis meses, os implantes foram reabertos e receberam pilares definitivos com próteses provisórias. Foram realizados 22 enxertos em 16 pacientes, sendo 17 homólogos e cinco autógenos. No grupo A, a taxa de sobrevivência dos enxertos foi 100%; no grupo H, 82,3%. A taxa de sobrevivência dos implantes foi 100% para o grupo autógeno e 94,7% para o homólogo. Microscopicamente, no grupo A, foi possível identificar processo de remodelação com presença de osteócitos nas suas lacunas. Na interface com o leito receptor observou-se a presença de tecido ósseo lamelar, celularizado. No grupo H, o tecido apresentou-se não viável, independentemente do período em que as amostras foram removidas. Conclui-se que enxertos homólogos em bloco podem ser utilizados para aumento de espessura em defeitos maxilares. Entretanto, deve-se possuir osso nativo suficiente para o estabelecimento e manutenção da osseointegração, uma vez que, microscopicamente, o material homólogo não apresenta características compatíveis com este fim.
Abstract: The purpose of this study was to evaluate, clinically and microscopically, onlay bone allografts and autografts in maxillary reconstructions for the installation of dental implants. Sixteen partially edentulous patients were divided into two groups: Group A, composed by patients treated with autogenous bone graft from the mandibular ramus; Group H, patients treated with allograft bone from the tibia. After six to nine months, specimens were retrieved with trephine burs and implants were positioned. Six months later, during the second stage surgery, final abutments were screwed and provisional restorations were built. A total of 22 bone grafts were performed in 16 patients (17 allografts and 5 autogenous grafts). For Group A, graft survival rate was 100%; for Group H, 82.3%. Implant survival rate was 100% for group A and 94,75 for group H. Microscopically, in Group A, remodeling was observed, with the presence of osteocytes in their lacunae. In Group H, non-viable tissue was identified, irrespective of the time the specimens were retrieved. Block allografts can be successfully used for alveolar ridge augmentation in maxillary defects. Nevertheless, sufficient native bone is imperative to achieve osseointegration, once allografts did not present microscopic characteristics compatible with this purpose.
Palavras-chave: REPARAÇÃO ÓSSEA
ENXERTO HOMÓLOGO
IMPLANTES DENTÁRIOS
BONE GRAFTS
ALLOGRAFTS
DENTAL IMPLANTS
Área(s) do CNPq: CIENCIAS DA SAUDE::ODONTOLOGIA
Idioma: por
País: BR
Instituição: IASCJ - Universidade Sagrado Coração
Sigla da instituição: USC
Departamento: Ciências da Saúde e Biológicas
Programa: Implantologia
Citação: SYDNEY, Roberto Bittencourt. Clinical and microscopic analysis of edges jaws reconstructed homologous and autologous onlay bone grafts and rehabilitated with osseointegrated implants. 2010. 65 f. Tese (Doutorado em Biologia Oral - Implantologia) - IASCJ - Universidade Sagrado Coração, Bauru, 2010.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: http://localhost:8080/tede/handle/tede/115
Data de defesa: 10-Ago-2010
Aparece nas coleções:Doutorado em Implantologia

Arquivos associados a este item:
Arquivo TamanhoFormato 
tese_roberto_bittencourt_sydney.pdf2,51 MBAdobe PDFBaixar/Abrir Pré-Visualizar


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.