Exportar este item: EndNote BibTex

Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://tede2.usc.br:8080/jspui/handle/tede/254
Tipo do documento: Dissertação
Título: Avaliação tomográfica da estabilidade volumétrica de áreas de reconstrução óssea alveolar após levantamento de seio maxilar com biomateriais heterógenos
Título(s) alternativo(s): Bone volume changes after sinus floor augmentation with heterogenous graft
Autor: Klein, Gustavo Batista Grolli 
Primeiro orientador: Gulinelli, Jéssica Lemos
Primeiro coorientador: Nary Filho, Hugo
Resumo: O objetivo deste estudo foi avaliar a estabilidade dimensional do volume do substituto ósseo (osso bovino mineralizado) após a elevação da membrana do seio maxilar por meio de tomografia computadorizada. Foram analisadas cinquenta e duas tomografias computadorizadas pós-operatórias, duas por seio maxilar em uma amostra de treze pacientes que foram submetidos às cirurgias sinusais reconstrutoras. A primeira foi realizada imediatamente após a intervenção cirúrgica (T0) e a segunda foi efetuada oito meses a seguir (T1). Um total de vinte e seis seios maxilares foi elevado com o preenchimento de osso bovino mineralizado pela técnica do acesso à parede lateral. A mensuração do volume foi realizada pelo método de subtração digital 3D com o software INVESALIUS 3.0®. O aumento de volume ósseo no decorrer do intervalo avaliado foi observado em todos os pacientes. A partir das mensurações volumétricas derivadas das imagens ocorreu aumento das regiões em 9,47%. A média do aumento do volume ósseo entre T(0) e T(1) foi 0,17 cm3 (0,5 - 3,09 cm3; DP± 6,98). O coeficiente de correlação entre troca de volume ósseo e tempo decorrido foi estatisticamente significante (p=0,00001229). A média do volume da primeira tomografia T(0) foi de 1,37 cm3 (0,10 2,45 cm3; DP± 0,56) e na segunda tomografia T(1) foi 1,49 cm3 (0,10 2,48 cm3; DP ± 0,53 cm3). No limite da amostra, o presente estudo demonstrou aumento do volume ósseo do osso bovino mineralizado após a elevação do seio maxilar em cavidades com defeitos críticos, confirmando a capacidade do biomaterial manter sua estrutura estável e sem reabsorção durante a fase de reparo proposta pelo fabricante.
Abstract: The aim of this study was to evaluate the imensional stability of the volume of bone substitute (bovine bone mineralization) after the elevation of the maxillary sinus membrane by means of computed tomography. We analyzed fifty-two postoperative CT scans, two of the maxillary sinus in a sample of thirteen patients who underwent reconstructive surgery sinus. The first was performed immediately after surgery (T0) and the second was made following eight months (T1). A total of twenty-six maxillary sinus was increased by filling bovine bone mineralization using the technique of access sidewall. The measurement of volume was performed by digital subtraction 3D software InVesalius ® 3.0. The increase in bone volume during the measured interval was observed in all patients. From the measurements derived from volumetric images was increased from 9.47% in regions. The average increase in boné volume between T (0) and T (1) was 0.17 cm3 (0.5 to 3.09 cm3, SD ± 6.98). The correlation coefficient between exchange of bone volume and elapsed time was statistically significant (p = 0.00001229). The average volume of the first CT T (0) was 1.37 cm3 (0.10 to 2.45 cm3, SD ± 0.56) and second tomography T (1) was 1.49 cm3 (0.10 - 2.48 cm3, SD ± 0.53 cm3). In the limit of the sample, this study demonstrated an increase in bone volume of bovine bone mineralization after elevation of the axillary sinus cavities with critical defects, confirming the ability of the bio-material to maintain its structure stable without resorption during the healing phase proposed by the manufacturer.
Palavras-chave: ENXERTO ÓSSEO
SEIO MAXILAR
IMPLANTE DENTÁRIO
OSSO HETERÓGENO
TOMOGRAFIA
BONE GRAFT
MAXILLARY SINUS
DENTAL IMPLANT
BOVINE BONE MINERAL
COMPUTED TOMOGRAPHY
Área(s) do CNPq: ODONTOLOGIA::CIRURGIA BUCO-MAXILO-FACIAL
Idioma: por
País: BR
Instituição: IASCJ - Universidade Sagrado Coração
Sigla da instituição: USC
Departamento: Ciências da Saúde e Biológicas
Programa: Cirurgia Bucomaxilofacial
Citação: KLEIN, Gustavo Batista Grolli. Avaliação tomográfica da estabilidade volumétrica de áreas de reconstrução óssea alveolar após levantamento de seio maxilar com biomateriais heterógenos. 2012. 62 f. Dissertação (Mestrado em Biologia Oral - Cirurgia e Traumatologia Bucomaxilofacil) - IASCJ - Universidade Sagrado Coração, Bauru, 2012.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: http://tede2.usc.br:8080/jspui/handle/tede/254
Data de defesa: 14-Nov-2012
Aparece nas coleções:Mestrado em Cirurgia e Traumatologia Bucomaxilofacial (CTBMF)

Arquivos associados a este item:
Arquivo TamanhoFormato 
dissertacao_klein.pdf3,31 MBAdobe PDFBaixar/Abrir Pré-Visualizar


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.