Exportar este item: EndNote BibTex

Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://tede2.usc.br:8080/jspui/handle/tede/291
Tipo do documento: Dissertação
Título: Avaliação das inclinações dentárias de casos tratados com braquetes autoligáveis por meio da Tomografia Computadorizada de Feixe Cônico (TCFC)
Título(s) alternativo(s): Evaluation of dental inclinations of cases treated with self-ligating brackets by Beam Computed Tomography (TCFC)
Autor: Rhoden, Fernando Kleinübing 
Primeiro orientador: Cardoso, Mauricio de Almeida
Resumo: O presente estudo teve por objetivo avaliar as alterações nas inclinações dentárias em dentes anteriores, incluindo caninos, provenientes de tratamento ortodôntico com braquetes autoligáveis. A amostra constou de 20 pacientes com idade média de 16 anos e 5 meses (DP: 5a 11m), sendo 12 (60%) do sexo feminino e 8 (40%) do sexo masculino, portadores de padrão facial I35, brasileiros, com dentadura permanente e má oclusão de Classe I com apinhamento médio no arco superior de 7,38mm (DP: 3,94mm) e inferior de 6,76mm (DP: 2,36mm), tratados com braquetes autoligáveis passivos (Smart Clip, prescrição MBT - 3M, Monrovia, USA), sem desgastes e sem extrações. Foi adotado a seguinte sequência de fios de níquel titânio termoativado: 0.014”, seguido pelo 0.016”, 0.016” x 0.022”, 0.019” x 0.025” e finalizando com o fio 0.019” x 0.025” de aço inoxidável. Cada fio foi mantido por, no mínimo, 10 semanas. As TCFC e os modelos de estudo foram obtidos em dois momentos, anteriormente à instalação dos aparelhos ortodônticos corretivos (momento 1) e ao termino do alinhamento e nivelamento com o fio retangular 0.019” x 0.025” de aço (momento 2). As imagens DICON foram mensuradas com o software InVivoDental Aplication Version 5.3.1 (Anatomage, San Jose, CA) e os modelos de estudo mensurados com um paquímetro digital da marca Mitutoyo, com precisão de 0,01mm. A média de inclinação vestibular obtida pelos incisivos centrais superiores foi de 6,55o e 7,24 para os inferiores. Os incisivos laterais superiores e inferiores acompanharam o movimento dos incisivos centrais, variando entre 4,90o e 8,72o, respectivamente. Os caninos inferiores acompanharam a inclinação positiva dos incisivos centrais e laterais, com inclinação média de 3,88o, o que demonstrou um aumento médio de 1,96mm na distância intercaninos. Os caninos superiores apresentaram uma inclinação negativa, variando o lado direito e esquerdo entre -0,22o a -0,50o, respectivamente, com média de 0,82mm de alteração na distância intercaninos, guardando correlação negativa entre o apinhamento e a distância intercaninos inicial. O protocolo de tratamento ortodôntico com braquetes autoligáveis em pacientes com apinhamento tratados sem extração e/ou desgaste, imprime incrementos na inclinação vestibular dos incisivos superiores e inferiores em quantidades similares e de forma simétrica sem guardar correlação com a quantidade de apinhamento presente no inicio do tratamento. A TCFC, juntamente com os modelos de estudo, mostraram de modo mais consistente que a distância intercaninos tende a aumentar muito pouco (superior = 0,82mm e inferior 1,96mm). A inclinação dos caninos foi diferente quando comparado o arco superior (Lado Direito: -0,22o; Lado Esquerdo -0,55o) com o inferior (3,88o). Portanto os caninos superiores assumem uma característica de dente “pilar” para o movimento dos demais dentes, guardando uma correlação negativa para com o apinhamento e a distância intercaninos.
Abstract: This study was to evaluate the changes in dental inclinations in anterior teeth, including canines, from orthodontic treatment with self-ligating brackets. The sample consisted of 20 patients with a mean age of 16 years and 5 months (SD: 5y 11m), 12 (60%) were females and 8 (40%) were male, facial pattern I, Brazilians, with permanent dentition and malocclusion class I and medium crowding in the upper arch of 7,38mm (SD: 3,94mm) and lower 6,76mm (SD: 2,36mm), treated with selfligating brackets passive (Smart Clip, MBT prescription - 3M, Monrovia, USA) without wear and without extractions. Was adopted the following sequence of nickel titanium wire termoativado: 0.014 ", followed by 0.016", 0.016 "x 0.022", 0.019 "x 0.025" and ending with the wire 0.019 "x 0.025" stainless steel. Each wire was maintained for at least 10 weeks. The CBCT and dental casts was obtained in two moments prior to the installation of corrective orthodontic appliances (moment 1) and the end of the aligning and leveling with rectangular wire 0.019 "x 0.025" steel (moment 2). The DICON images were measured with InVivoDental Aplication Version 5.3.1 software (Anatomage, San Jose, CA) and dental casts measured with a digital caliper Mitutoyo, 0.01mm precision. The average buccal inclination obtained by the upper central incisors was 6,55o and 7.24o for the lower. The upper and lower lateral incisors on the movement of the central incisors, ranging from 4,90o and 8,72o respectively. The lower canines accompanied the positive slope of the central and lateral incisors, with average inclination of 3,88o, which showed an average increase of 1,96mm in Intercanine distance. The upper canines showed a negative inclination, varying the right and left side between the -0,22o -0,50o, respectively, with a mean change in 0,82mm Intercanine distance, keeping negative correlation between crowding and Intercanine initial distance. Orthodontic treatment protocol with selfligating brackets in patients with crowding treated without extraction and / or wear, prints increments on the buccal inclination of the upper and lower incisors in similar amounts and symmetrically without keeping correlation with the amount of crowding present at the beginning of treatment. The CBCT, together with the dental casts, more consistently showed that Intercanine distance tends to increase very little (upper and lower 1,96mm = 0,82mm). The inclination of the canines was different when compared to the upper arch (Right: -0,22o; Left -0,55o) with the lower (3,88o). Therefore the upper canine tooth take on characteristic "pillar" to the movement of other teeth, keeping a negative correlation to with the crowding and the Intercanine distance.
Palavras-chave: Ortodontia Corretiva
Braquetes Ortodônticos
Tomografia Computadorizada de Feixe Cônico
Orthodontics
Corrective
Braces
Cone-Beam Computed Tomography
Área(s) do CNPq: ODONTOLOGIA::ORTODONTIA
Idioma: por
País: Brasil
Instituição: Universidade do Sagrado Coração
Sigla da instituição: USC
Departamento: Ciências da Saúde e Biológicas
Programa: Ortodontia
Citação: RHODEN, Fernando Kleinübing. Avaliação das inclinações dentárias de casos tratados com braquetes autoligáveis por meio da Tomografia Computadorizada de Feixe Cônico (TCFC). 2015. 88 f. Dissertação (Mestrado em Odontologia - Ortodontia) - Universidade do Sagrado Coração, Bauru, 2015.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: http://tede2.usc.br:8080/jspui/handle/tede/291
Data de defesa: 26-Fev-2015
Aparece nas coleções:Mestrado em Ortodontia

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
dissertacao_fernando_rhoden.pdfDocumento completo9,64 MBAdobe PDFBaixar/Abrir Pré-Visualizar


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.