Exportar este item: EndNote BibTex

Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://tede2.usc.br:8080/jspui/handle/tede/305
Tipo do documento: Dissertação
Título: Avaliação clínica do uso de uma única placa para fixação da osteotomia sagital do ramo mandibular
Título(s) alternativo(s): Clinical evaluation of the use of a single plate for fixation of the sagittal osteotomy of the mandibular branch
Autor: Babadopulos, Carlos Nicolau Feitosa de Albuquerque Lima 
Primeiro orientador: Ribeiro Junior, Paulo Domingos
Resumo: A osteotomia sagital do ramo mandibular (OSRM) é uma técnica cirúrgica utilizada com frequência na cirurgia ortognática. A forma e a técnica de osteossíntese para uma adequada estabilização da OSRM permanecem controversas. O objetivo deste estudo foi avaliar a estabilidade da fixação da OSRM com o uso de uma única placa específica para este procedimento, denominada de placa sagital. Este estudo retrospectivo foi realizado através análise clínica dos registros dos prontuários dos pacientes submetidos à cirurgia ortognática com a utilização desta placa na fixação da OSRM. Foram avaliados 34 prontuários destes pacientes, dos quais 23 (67,65%) foram submetidos às cirurgias bimaxilares e 11 (32,35%) às cirurgias monomaxilares, todos com a realização da OSRM bilateral. Um dos pacientes que apresentava microssomia hemifacial a fixação com a placa sagital foi realizada apenas do lado direito e no lado esquerdo, que era o lado afetado, foi utilizada uma placa de reconstrução. Sessenta e sete (67) placas sagitais contendo 3 furos não lineares de cada lado e com um intermediário de forma semi curva e com extensão variável foram utilizadas. As extensões variaram em médias (de 9,5 mm) com 20 placas, em longas (de 12,5 mm) com 17, em extralongas (de 15,5 mm) com 19 e extralongas de 18,5 mm com 11 placas. Em 62 (92,54%) dos 67 acessos cirúrgicos foi realizado apenas o acesso intrabucal para fixação com uma única placa sagital e nos outros 5 (7,46%) foi necessário associar o acesso trancutâneo para fixação adicional de parafuso bicortical (técnica híbrida) em 4 (5,97%) das osteossínteses e apenas uma fixação onde foi utilizada somente a placa. Houve cinco (7,46%) complicações relacionadas à fixação nas 67 osteossínteses: quatro (5,97%) perdas totais dos materiais de fixação e uma (1,49%) infecção. Houve outra complicação, mas sem alteração da osteossíntese em um (2,94%; 1/34) dos 34 pacientes tratados: alteração oclusal, relacionada à reabsorção condilar, havendo um total de 6 (17,65%; 6/34) complicações. Das 63 osteossínteses realizadas somente com a placa houve apenas 4 (6,34%) perdas da fixação, onde destas apenas 2 (3,17%) foi necessário outro procedimento cirúrgico, no mesmo paciente, para uma nova fixação. As complicações ocorridas foram principalmente relacionadas a casos onde grandes magnitudes de movimentação foram exigidas. Foi possível verificar que uma única placa, com um novo desenho (placa sagital), permitiu uma boa estabilização dos segmentos ósseos mandibulares durante a OSRM.
Abstract: The sagittal split ramus osteotomy (SSRO) is a surgical technique often used in orthognathic surgery. The shape and fixation technique for adequate stabilization of the SSRO remains controversial. The aim of this study was to evaluate the stability of the fixation of SSRO with the use of a single specific plate for this procedure, called sagittal plate. This retrospective study was performed by clinical analysis of medical records of patients undergoing orthognathic surgery with the use of this plate in setting the SSRO. A total of 34 medical records of these patients, of which 23 (67.65%) underwent bimaxillary surgery and 11 (32.35%) to monomaxillary surgeries, all with the performance of bilateral SSRO. One of the patients who had hemifacial microsomia the fixing with the sagittal plate was performed only on the right side and the left side, which affected side, a reconstruction plate was used. Sixty-seven (67) plates containing 3 sagittal nonlinear holes on each side with an intermediate semi curved and with varying lengths were used. The extensions varied in medium (9.5 mm) with 20 plates, long (from 12.5 mm) with 17, extra long (from 15.5 mm) with 19 extra long of 18.5 mm with 11 boards. In 62 (92.54%) of the 67 surgical approaches was conducted only the intraoral access to fixation with a single sagittal plate and the other 5 (7:46%) was necessary to associate trancutaneous access to additional fixing bicortical screw (hybrid technique) in 4 (5.97%) of the fixations and only one setting where it was only used the plate. There were five (7.46%) complications related to fixation in 67 osteosynthesis: four (5.97%) total losses of fixations and one (1.49%) infection. There was a further complication, but without changing the osteosynthesis in one (2.94%; 1/34) of the 34 patients treated: occlusal change, related to condylar resorption, with a total of 6 (17.65%; 6/34) complications. Of the 63 osteosynthesis performed only with a single plate there were only 4 (6.34%) fixation losses, where these only 2 (3.17%) required another surgery on the same patient, to a new setting. The complications that occurred were mostly related to cases where large movement magnitudes were required. We found that a single board, with a new design (sagittal plate), provided adequate stabilization of mandibular bone segments during SSRO.
Palavras-chave: Osteotomia sagital do ramo mandibular
Cirurgia ortognática
Placas ósseas
Assimetria facial
Avanço mandibular
Sagittal splitt ramus osteotomy
Orthognathic surgery
Bone plates
Mandibular advancement
Asymmetry facial
Área(s) do CNPq: ODONTOLOGIA::CIRURGIA BUCO-MAXILO-FACIAL
Idioma: por
País: Brasil
Instituição: Universidade do Sagrado Coração
Sigla da instituição: USC
Departamento: Ciências da Saúde e Biológicas
Programa: Cirurgia Bucomaxilofacial
Citação: BABADOPULOS, Carlos Nicolau Feitosa de Albuquerque Lima. Avaliação clínica do uso de uma única placa para fixação da osteotomia sagital do ramo mandibular. 2015. 111 f. Dissertação (Mestrado em Biologia Oral - Cirurgia e Traumatologia Bucomaxilofacial) - Universidade do Sagrado Coração, Bauru, 2015.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: http://tede2.usc.br:8080/jspui/handle/tede/305
Data de defesa: 16-Abr-2015
Aparece nas coleções:Mestrado em Cirurgia e Traumatologia Bucomaxilofacial (CTBMF)

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
dissertacao_carlos_babadopulos.pdfDocumento completo4,36 MBAdobe PDFBaixar/Abrir Pré-Visualizar


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.