Exportar este item: EndNote BibTex

Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://tede2.usc.br:8080/jspui/handle/tede/348
Tipo do documento: Dissertação
Título: Dor cervical e qualidade de vida relacionada à saúde: estudo de base populacional
Título(s) alternativo(s): Cervical pain and health-related quality of life: a population-based study
Autor: Maciel, Nicoly Machado 
Primeiro orientador: De Vitta, Alberto
Resumo: INTRODUÇÃO: O impacto da dor cervical na população em geral tem sido associado com a sua influência nos indicadores de qualidade de vida relaciona a saúde (QVRS), estudos indicam que indivíduos com dor cervical possuem piores pontuações médias nos domínios físicos e mentais da QVRS do que aqueles sem dor. OBJETIVO: Verificar a associação entre a presença e severidade da dor cervical e a qualidade de vida relacionada à saúde em adultos. MÉTODOS: Foi realizado um inquérito populacional, por meio de uma amostragem complexa em dois estágios, totalizando 600 participantes da zona urbana de Bauru, São Paulo. Para a coleta de dados foram realizadas entrevistas, nos domicílios, utilizando os seguintes instrumentos: 1. Caracterização dos participantes para coleta dos aspectos demográficos e socioeconômicos; 2. Sintomas Musculoesqueléticos por meio do questionário nórdico - Nordic questionnaire for the analysis of musculoskeletal symptoms; 3. Qualidade de Vida: utilizando o questionário Medical Outcomes Study 36 - Itens Short-Form Health Survey (SF-36). Realizaram-se análise descritiva, bivariada por meio do teste do Qui-quadrado de Pearson. Para a comparação entre os indivíduos sem dor e com dor, foi utilizado o teste t de Student e as comparações entre as faixas etárias por meio de Análise de Variância, complementada com o teste de Tukey para as comparações de pares. RESULTADOS: As mulheres apresentaram maior prevalência de dor cervical que os homens nos últimos sete dias e doze meses e índices de severidades mais altos; a pontuação média da QVRS foi menor em ambos os domínios do SF-36 naqueles que relataram dor cervical e com idade acima de 60 anos; e a associação da QVRS ao índice de severidade da dor apontou que especialmente os domínios físicos apresentaram pontuação média inferiores conforme o aumento do índice de severidade. CONCLUSÃO: Houve associação significativa entre QVRS e dor cervical; os indivíduos com dor cervical apresentaram menores pontuações médias nas dimensões físicas e mentais da qualidade de vida e, nos domínios Limitação por Aspectos Físicos, Dor e Saúde Mental os indivíduos apresentaram menores pontuações conforme o aumento do índice de severidade
Abstract: INTRODUCTION: The impact of neck pain in the general population has been associated with its influence on health-related quality of life (HRQoL) indicators. Studies indicate that individuals with cervical pain have worse mean scores in the physical and mental domains of HRQoL than those without pain. PURPOSE: To verify the association between the presence and severity of neck pain and Health-related quality of life in adults. METHODS: We conducted a population survey, through a complex sampling in two stages, totaling 600 participants in the urban area of Bauru, São Paulo. For data collection Interviews were conducted in households using the following instruments: 1. Characteristics of participants: demographic and socioeconomic aspects; 2. Nordic questionnaire for the analysis of musculoskeletal Symptoms; 3. Quality of Life: using the Medical Outcomes Study 36 - Item Short-Form Health Survey (SF-36). A descriptive, bivariate analysis was performed using the Pearson Chi-square test. For the comparison between the neck pain and painless individuals, Student's t-test and comparisons between age groups were used by means of Analysis of Variance, complemented with Tukey's test for paired comparisons. RESULTS: Women had a higher prevalence of neck pain than men in the last seven days and 12 months and had higher severity indexes; The mean HRQoL score was lower in both SF-36 domains in those who reported neck pain and those older than 60 years; The association of HRQoL to the index of severity of pain indicated that especially the physical domains had lower mean scores as the severity index increased. CONCLUSION: There was a significant association between HRQoL and neck pain; individuals with cervical pain had lower mean scores on the physical and mental dimensions of quality of life and, in the areas of Role Physical, Bodily Pain and Mental Health, individuals presented lower scores as the severity index increased
Palavras-chave: Cervicalgia
Qualidade de vida
Inquéritos e questionários
Estudos transversais
Características da população
Neck pain
Quality of life
Surveys and questionnaires
Cross-sectional studies
Populations characteristics
Área(s) do CNPq: CIENCIAS DA SAUDE::FISIOTERAPIA E TERAPIA OCUPACIONAL
Idioma: por
País: Brasil
Instituição: Universidade do Sagrado Coração
Sigla da instituição: USC
Departamento: Ciências da Saúde e Biológicas
Programa: Saúde Funcional
Citação: MACIEL, Nicoly Machado. Dor cervical e qualidade de vida relacionada à saúde: estudo de base populacional. 2017. 50 f. Dissertação (Mestrado em Fisioterapia - Área de concentração: Fisioterapia em Saúde Funcional) - Universidade do Sagrado Coração, Bauru, 2017.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: http://tede2.usc.br:8080/jspui/handle/tede/348
Data de defesa: 5-Abr-2017
Aparece nas coleções:Mestrado em Fisioterapia em Saúde Funcional

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Dor cervical e qualidade de vida relacionada a saude - estudo de base populacional (204649).pdfDocumento principal750,65 kBAdobe PDFBaixar/Abrir Pré-Visualizar


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.