Exportar este item: EndNote BibTex

Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://tede2.usc.br:8080/jspui/handle/tede/70
Tipo do documento: Tese
Título: Influência da fadiga cíclica na resistência à fratura de coroas cimentadas ou parafusadas sobre implante
Título(s) alternativo(s): Influence of cyclic fatigue on the fracture resistance of crowns cemented or screwed on implants
Autor: Valente, Valdimar da Silva 
Primeiro orientador: Okamoto, Roberta
Resumo: Objetivo: O propósito deste estudo consiste em verificar a influência dos ensaios de fadiga cíclica sobre a resistência à fratura de coroas cimentadas ou parafusadas sobre implante e avaliar a adaptação cervical das coroas cimentadas sobre implante antes e após o procedimento de cimentação e sua influência sobre a resistência a fraturas das mesmas. Materiais e Método: Foram utilizadas 40 coroas unitárias implanto-suportadas nas modalidades parafusada (P) e cimentada (C), dispostas em quatro grupos com dez amostas em cada modalidade: P1- Coroa metalocerâmica sobre implante parafusada; P2- Coroa totalmente cerâmica com infraestrutura de zircônia sobre implante parafusada; C1- Coroa metalocerâmica sobre implante cimentada; e C2- Coroa totalmente cerâmica com infraestrutura de alumina sobre implante cimentada. A adaptação marginal antes e depois da cimentação foi avaliada em microscópio comparador com erro de 1μm. As coroas foram cimentadas com cimento fosfato de zinco (grupos C1 e C2), e as parafusadas foram vedadas com guta-percha e resina composta (grupos P1 e P2). Metade das amostras (n=20) de todos os grupos foram submetidas diretamente à compressão à fratura (subgrupo controle), a outra metade (n=20) foi previamente para o ensaio de fadiga cíclica antes da compressão à fratura (subgrupo experimental). A fadiga foi realizada a 370C em água destilada, frequência de 2Hz e 1 milhão de ciclos com carga de 0- 100N. Resultados: Os valores médios apresentados pelos grupos experimentais (P1E=1.532,51±370,30 Ncm, P2E=1.212,11±188,00 Ncm, C1E=2.394,02±923,70 Ncm e C2E=679,25±59,20 Ncm) foram menores que os valores nos grupos controle (P1C=2.533,23±382,70 Ncm, P2C=1.556,19±383,40 Ncm, C1C=3.361,71±639,60 Ncm e C2C=1.178,12±110,60 Ncm). O desajuste cervical das coroas cimentadas antes da cimentação (C1=52,65±11,83 μm, C2=85,73±14,06 μm) foi menor do que após a cimentação (C1= 66,80±15,86 μm e C2=100,60±38,50 μm) Conclusão: Ensaio de fadiga cíclica diminuiu a resistência a fraturas de todas as coroas sobre implantes testadas, independente do tipo de fixação. Coroas metalocerâmicas sobre implante cimentadas apresentaram resistência à fratura maior do que coroas parafusadas, inclusive após carga de fadiga cíclica. Procedimento de cimentação interfere na adaptação marginal de coroas sobre implante, estando a prótese melhor adaptada, antes da cimentação. Coroas cimentadas com menor desajuste marginal oferecem maior resistência a fraturas, independente do tipo de material de confecção.
Abstract: Background: The aim of the present study was to verify the influence of cyclic fatigue test on the fracture resistance of cement-retained or screw-retained implantsupported single crowns and to evaluate the marginal adaptation of cement-retained single crowns before and after cementation procedure and its influence on strength fractures of the same. Methods: It was used 40 implant-supported single crowns screw-retained (P) and cement-retained (C) modalities, arranged in four groups with ten sample in each category: P1 metal-ceramic screw-retained implant-supported crowns; P2 all-ceramic with zirconia framework screw-retained implant-supported crowns; C1 - metal-ceramic cemented-retained implant-supported crowns; and C2- all-ceramic with alumina framework cement-retained implant-supported crowns. The marginal adaptation before and after cementation were read in microscope with an error of 1μm. The crowns were cemented with zinc phosphate (groups C1 and C2), the bolt were sealed with gutta-percha and composite resin (groups P1 and P2). Half of the samples (n = 20) of all groups were directly submitted to compression fracture (control subgroup), the other half (n = 20) were previously for cyclic fatigue test before compression fracture (experimental subgroup). Fatigue test was 37˚C in distilled water, frequency of 2Hz and 1 million cycles with a load of 0-100N. The mean values presented by the experimental groups (P1E=1.532,51±370,30 Ncm, P2E=1.212,11±188,00 Ncm, C1E=2.394,02±923,70 Ncm e C2E=679,25±59,20 Ncm) were values lower than in control groups (P1C=2.533,23±382,70 Ncm, P2C=1.556,19±383,40 Ncm, C1C=3.361,71±639,60 Ncm e C2C=1.178,12±110,60 Ncm). Marginal gaps of cement-retained implant-supported crowns before cementation (C1=52,65±11,83 μm, C2=85,73±14,06 μm) were lower than after cementation (C1= 66,80±15,86 μm e C2=100,60±38,50 μm). Conclusion: Cyclic fatigue test decreased the fracture toughness of all the crowns on implants tested, independent of fixation type. Cementation procedure interfere with the marginal adaptation of crowns cement-retained implant-supported crowns, the prosthesis with less marginal discrepancy before cementation. Cement-retained implant-supported crown with a smaller marginal gaps offer greater resistance to fracture, independente of material s type it was made.
Palavras-chave: PRÓTESES E IMPLANTES
PRÓTESE DENTÁRIA FIXADA POR IMPLANTE
RESISTÊNCIA DE MATERIAIS
FADIGA
FORÇA COMPRESSIVA
CERÂMICA
ÓXIDO DE ALUMÍNIO
ÓXIDO DE ZIRCÔNIO
PROSTHESES AND IMPLANTS
DENTAL PROSTHESIS
IMPLANT-SUPPORTED
MATERIAL RESISTENCE
FATIGUE
COMPRESSIVE STRENGTH
CERAMICS
ALUMINUM OXIDE
ZIRCONIUM OXIDE
Área(s) do CNPq: CIENCIAS DA SAUDE::ODONTOLOGIA
Idioma: por
País: BR
Instituição: IASCJ - Universidade Sagrado Coração
Sigla da instituição: USC
Departamento: Ciências da Saúde e Biológicas
Programa: Implantologia
Citação: VALENTE, Valdimar da Silva. Influence of cyclic fatigue on the fracture resistance of crowns cemented or screwed on implants. 2011. 115 f. Tese (Doutorado em Biologia Oral - Implantologia) - IASCJ - Universidade Sagrado Coração, Bauru, 2011.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: http://localhost:8080/tede/handle/tede/70
Data de defesa: 6-Jun-2011
Aparece nas coleções:Doutorado em Implantologia

Arquivos associados a este item:
Arquivo TamanhoFormato 
tese_valdimar_da_silva_valente.pdf2,96 MBAdobe PDFBaixar/Abrir Pré-Visualizar


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.