Exportar este item: EndNote BibTex

Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://tede2.usc.br:8080/jspui/handle/tede/87
Tipo do documento: Dissertação
Título: Avaliação da biocompatibilidade in vivo e da ação antimicrobiana de membranas para regeneração tecidual guiada impregnadas com extrato de Casearia sylvestris Sw
Título(s) alternativo(s): Evaluation of in vivo biocompatibility and antimicrobial activity of membranes for guided tissue regeneration impregnated with extract of Casearia sylvestris Sw
Autor: Gerzson, Alexandre da Silveira 
Primeiro orientador: Weckwerth, Paulo Henrique
Resumo: O objetivo do presente trabalho foi avaliar a biocompatibilidade por meio de análise histológica de membranas reabsorvíveis impregnadas com extrato de Casearia sylvestris Swart e verificar in vitro se a impregnação com a substância confere ação antimicrobiana à mesma, além de observar o tempo de reabsorção das 4 marcas comerciais utilizadas na pesquisa. Foram utilizados 30 ratos da linhagem Wistar (Rattus norvegicus), provenientes do Biotério da Universidade Sagrado Coração sendo distribuídos em 4 grupos experimentais. Os animais foram mortos nos periodos de 7 dias, 14 dias, e 30 dias. As peças foram removidas para análise histológica. A Ação antimicrobiana da substância utilizada foi analisada por meio da difusão radial, frente aos microrganismos Staphylococcus aureus, Enterococcus faecalis, Pseudomonas aeruginosas e Candida albicans. Os resultados em 7 dias apresentaram principalmente a estrutura das membranas e um padrão de infiltrado inflamatório permeando o tecido de granulação, com eventuais células gigantes multinucleadas em uma reação tipo corpo estranho em todos os grupos. Em 14 dias somente os grupos C e D permaneceram com integridade da membrana e um padrão de infiltrado inflamatório semelhante ao de 7 dias, enquanto que os grupos A e B apresentavam fragmentação e em algumas amostras reabsorção avançada da membrana, principalmente no grupo B, com infiltrado inflamatório ao redor e no interior dos fragmentos de membrana com células gigantes multinucleadas associadas aos fragmentos. Aos 30 dias, somente o grupo D apresentou integridade da membrana em algumas amostras, estando o grupo C fragmentado e os grupos A e B totalmente reabsorvidos. A impregnação das membranas pareceu não alterar o comportamento de reabsorção e a resposta inflamatória, com exceção aos 14 dias no grupo C, onde reduziu a inflamação e aos 7 dias no grupo B, onde aumentou a resposta inflamatória. Os resultados do teste antimicrobiano apresentaram somente inibição de S.aureus e C. albicans na CollaTape®, não apresentando atividade nas outras membranas , enquando que no disco de papel os resultados de inibição ocorreram em 3 das 4 cepas utilizadas, mostrando atividades contra microorganismos Gram +. As conclusões deste trabalho demonstram que a menor resposta inflamatória foi gerada pelo grupo D e a maior pelo grupo B, estando os grupos A e C em posição intermediária. O grupo D apresentou os melhores resultados tanto no aspecto de resposta inflamatória, quanto no de reabsorção. Os tempos de reabsorção apresentou sequência crescente na seguinte ordem D-C-A-B. Mais lento em D e mais rápido em B. A Casearia sylvestris Sw apresenta biocompatibilidade não aumentando a resposta inflamatória, porém sem agregar uma ação antiinflamatória às membranas, com exceção no grupo C aos 14 dias. O desejo de adicionar uma ação antimicrobiana as membranas reabsorvíveis parece não ser possível por impregnação, pois as membranas parecem ser impermeáveis à substância.
Abstract: The aim of this study was to evaluate the biocompatibility by histological analysis of resorbable membranes impregnated with extract of Casearia sylvestris Swart and check in vitro if impregnation with antimicrobial substance confers the same, and note the time of resorption of the four brands commercial use in research. We used 30 Wistar rats (Rattus norvegicus) from the animal house of the Sacred Heart University is divided into four experimental groups. The animals were killed at 7 days, 14 days and 30 days. The pieces were removed for histological analysis. The antimicrobial action of the substance used was analyzed by radial diffusion, against microorganisms Staphylococcus aureus, Enterococcus faecalis,Pseudomonas aeruginosas and Candida albicans. The results in 7 days had mainly membrane structure and the pattern of inflammatory infiltrate permeating the granulation tissue, with occasional multinucleated giant cells in a foreign body reaction in all groups. In only 14 days for Groups C and D remained membrane integrity and an inflammatory pattern similar to that of 7 days, while groups A and B showed fragmentation and resorption in some samples of advanced membrane, especially in group B with inflammatory infiltrate around and inside the membrane fragments with giant cells associated with fragments. At 30 days, only the D group showed membrane integrity in some samples, while the fragmented group C and groups A and B completely reabsorbed. The impregnation of the membranes did not appear to alter the behavior of resorption and inflammatory response, except at 14 days in group C, which reduced inflammation and 7 days in group B, which increased the inflammatory response.The antimicrobial test results showed only inhibition of S. aureus and C.albicans in CollaTape ®, showing no activity in other membranes, while that in the paper disc inhibition results occurred in three of the four tested strains, showing activity against Gram +.The findings of this study show that the lower inflammatory response was generated by the group D and the highest by the group B, while groups A and C in the middle. Group D showed the best results both in the inflammatory response, as in resorption. The absorption time of increasing sequence presented in the following order D-C-A-B. Slower and faster D to B. The Casearia sylvestris Sw biocompatibility has not increased the inflammatory response, but without adding an anti-inflammatory action to the membranes, except in group C at 14 days. The desire to add an antimicrobial resorbable membranes seems not to be possible by impregnation, because the membranes appear to be impervious to the substance.
Palavras-chave: REGENERAÇÃO ÓSSEA GUIADA
REGENERAÇÃO TECIDUAL GUIADA
MEMBRANAS REABSORVÍVEIS
BIOMATERIAIS
ANTIMICROBIANOS
GUIDED BONE REGENERATION
GUIDED TISSUE REGENERATION
RESORBABLE MEMBRANE
BIOMATERIALS
ANTIMICROBIAL
Área(s) do CNPq: ODONTOLOGIA::CIRURGIA BUCO-MAXILO-FACIAL
Idioma: por
País: BR
Instituição: IASCJ - Universidade Sagrado Coração
Sigla da instituição: USC
Departamento: Ciências da Saúde e Biológicas
Programa: Cirurgia Bucomaxilofacial
Citação: GERZSON, Alexandre da Silveira. Evaluation of in vivo biocompatibility and antimicrobial activity of membranes for guided tissue regeneration impregnated with extract of Casearia sylvestris Sw. 2011. 76 f. Dissertação (Mestrado em Biologia Oral - Cirurgia e Traumatologia Bucomaxilofacial) - IASCJ - Universidade Sagrado Coração, Bauru, 2011.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: http://localhost:8080/tede/handle/tede/87
Data de defesa: 10-Fev-2011
Aparece nas coleções:Mestrado em Cirurgia e Traumatologia Bucomaxilofacial (CTBMF)

Arquivos associados a este item:
Arquivo TamanhoFormato 
dissertacao_alexandre_silveira_gerzson.pdf6,73 MBAdobe PDFBaixar/Abrir Pré-Visualizar


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.