Export iten: EndNote BibTex

Please use this identifier to cite or link to this item: https://tede2.unisagrado.edu.br:8443/handle/tede/217
Tipo do documento: Dissertação
Título: Intervenção fisioterapêutica nos sinais e sintomas do pós-operatório de blefaroplastia
Título(s) alternativo(s): Physiotherapy intervention in the signs and symptoms of postoperative blepharoplasty
Autor: Corrêa, Viviane da Silva Martins Lopes
Primeiro orientador: Francischone, Leda Aparecida
Resumo: Objetivo: Esta pesquisa teve como objetivo identificar e comparar os sinais e sintomas do pós-operatório de blefaroplastia (dor, hematoma, edema e fibrose) no pré e pós-tratamento de fisioterapia e avaliar a satisfação no pré e pós-cirúrgico e atendimento fisioterapêutico. Metodologia: Participaram da pesquisa 30 pacientes que se submeteram à cirurgia de blefaroplastia, 20 pacientes foram o grupo atendido, que receberam a intervenção da Fisioterapia e 10 pacientes o grupo controle que se submeteram ao mesmo procedimento cirúrgico, mas não receberam intervenção da Fisioterapia.Todos assinaram um termo de consentimento. O grupo atendido foi avaliado no 15º dia do pós-operatório e se submeteu a 5 sessões de fisioterapia duas vezes por semana por quarenta minutos, na ultima sessão foram reavaliados (30º dia do pós-operatório). O grupo controle foi avaliado e reavaliado no mesmo período. Resultados: Os 30 indivíduos estudados apresentaram idade média de 61,2 ± 8,99 anos, sendo 26 do gênero feminino e 4 masculino. Quanto ao hematoma no grupo atendido na fase inicial 55% dos indivíduos não apresentaram hematoma e 30% apresentaram hematoma leve. No grupo controle 50% dos indivíduos não apresentaram hematoma e 50% apresentaram hematoma leve. Porém na fase tardia nenhum dos indivíduos do grupo atendido e controle apresentaram hematoma. Quanto à dor 90% do grupo atendido relatou não sentir dor, enquanto que no grupo controle todos os indivíduos não sentiram dor alguma. Na avaliação do edema do grupo atendido 40% indivíduos apresentaram edema leve e 30% edema moderado. Após o atendimento fisioterapêutico, nenhum dos indivíduos apresentou edema. No grupo controle no 15º dia do pós-operatório 40% dos indivíduos apresentaram edema leve e 50% edema moderado, no 30º dia do pós-operatório 90% dos indivíduos permaneceram com edema leve. Referente aos níveis de fibrose no grupo atendido 65% dos indivíduos apresentaram nível dois de fibrose. Depois do atendimento fisioterapêutico 95% dos indivíduos apresentaram nível zero de fibrose. No grupo controle no 15º dia de pós-operatório 40% dos indivíduos apresentaram nível 2 de fibrose. Ao 30º dia do pós-operatório 70% dos indivíduos passaram a apresentar nível dois de fibrose. Na entrevista para identificar questões de relevância sobre o grau de satisfação com as pálpebras antes e depois da cirurgia no grupo atendido 75% estavam insatisfeitos e depois da cirurgia com atendimento da fisioterapia 85% ficaram muito satisfeito. Do grupo controle 70% estavam muito insatisfeitos, na reavaliação final mesmo sem o atendimento da fisioterapia todos os indivíduos (100%) estavam muito satisfeitos com o resultado. Conclusão: A técnica cirúrgica de blefaroplastia apresentou significativa relevância quanto a satisfação da autoestima e melhora da qualidade funcional nos indivíduos estudados. Nos sinais e sintomas decorrentes do pós-operatório foi identificado que quando relacionado à dor e hematoma a interferência da fisioterapia não foi marcante. Pois a técnica cirúrgica estudada não ocasiona dor e o hematoma regridi naturalmente Porém se tratando de edema e fibrose a fisioterapia apresentou diferença significativa. Portanto notou-se a importância da indicação da Fisioterapia em pós-operatório de cirurgias plásticas que apresentam os sinais e sintomas abordados no presente estudo.
Abstract: Objective: This study aimed to identify and compare the signs and symptoms of postoperative blepharoplasty (pain, hematoma, edema and fibrosis) in the pre-and postphysical therapy and to assess satisfaction in pre-and post-surgical and physical therapy . Methodology: There were 30 patients who underwent blepharoplasty, 20 patients were treated group, who received physical therapy intervention and 10 control group patients who underwent the same surgical procedure but received no intervention Fisioterapia.Todos signed a consent form. The treated group was assessed at day 15 postoperatively and underwent five sessions of physical therapy twice a week for forty minutes at the last meeting were reviewed (30 th day after surgery). The control group was assessed and reassessed in the same period. Results: 30 subjects studied had a mean age of 61.2 ± 8.99 years, 26 females and 4 males. As the hematoma in the group treated at an early stage 55% of subjects had no hematoma and 30% had slight bruising. In the control group 50% of subjects had no hematoma and 50% had slight bruising. But in the late stage none of the subjects treated and control group had hematoma. As for the pain of the group attended 90% reported no pain, whereas in the control group all subjects did not feel any pain. In the evaluation of edema of the group treated 40% subjects had mild edema and 30% moderate edema. After physical therapy, none of the subjects experienced edema. In the control group at day 15 post-operatively 40% of subjects had mild edema and 50% moderate edema, at 30 days post-operatively 90% of patients remained with mild swelling. Referring to the levels of fibrosis in the group treated 65% of subjects had two levels of fibrosis. After physical therapy 95% of subjects had zero level of fibrosis. In the control group at day 15 postoperatively 40% of individuals had levels of 2 fibrosis. By day 30 post-operatively 70% of individuals began to show two levels of fibrosis. In the interview to identify issues of relevance to the degree of satisfaction with the eyelids before and after surgery in the group treated 75% were dissatisfied, and after surgery with physical therapy care of 85% were very satisfied. Control group 70% were very dissatisfied, the final evaluation even without the assistance of physical therapy all patients (100%) were very satisfied with the result. Conclusion: The surgical technique of blepharoplasty had a significant bearing on the satisfaction of self-esteem and quality improvement in functional subjects. Signs and symptoms resulting from post-operative when it was identified that related to pain and bruising interference of physiotherapy was not remarkable. Studied because the surgical technique does not cause pain and bruising subsides naturally But when it comes to edema and fibrosis physiotherapy significance. So noted the importance of the indication of post-operative physiotherapy in plastic surgery who have signs and symptoms covered in this study.
Palavras-chave: BLEFAROPLASTIA
PÓS-OPERATÓRIO
MASSAGEM
EDEMA
CICATRIZAÇÃO
BLEPHAROPLASTY
POSTOPERATIVE CARE
MASSAGE
EDEMA
WOUND HEALING
Área(s) do CNPq: CIENCIAS DA SAUDE::ODONTOLOGIA
Idioma: por
País: BR
Instituição: IASCJ - Universidade Sagrado Coração
Sigla da instituição: USC
Departamento: Ciências da Saúde e Biológicas
Programa: Biologia Oral
Citação: CORRÊA, Viviane da Silva Martins Lopes. Intervenção fisioterapêutica nos sinais e sintomas do pós-operatório de blefaroplastia. 2011. 56 f. Dissertação (Mestrado em Biologia Oral) - IASCJ - Universidade Sagrado Coração, Bauru, 2011.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: http://tede2.usc.br:8080/jspui/handle/tede/217
Data de defesa: 1-Jan-2011
Appears in Collections:Mestrado em Biologia Oral



Items in TEDE are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.