Export iten: EndNote BibTex

Please use this identifier to cite or link to this item: https://tede2.unisagrado.edu.br:8443/handle/tede/243
Tipo do documento: Tese
Título: Efeitos de drogas supressoras de perda óssea no reparo ósseo de ratas normais e ovariectomizadas. Estudo com Alendronato de Sódio e Ranelato de Estrôncio
Título(s) alternativo(s): Suppressive drug effects of bone loss in bone repair of normal rats and ovariectomized. Study with Alendronate Sodium and Strontium ranelate
Autor: Grion, Dalva Pazzini 
Primeiro orientador: Kinoshita, ângela Mitie Otta
Resumo: Osteoporose pós-menopausa ocorre devido à deficiência estrogênica que leva à reabsorção óssea aumentada. O Alendronato de sódio (ALD) é um bisfosfonato amplamente empregado na prevenção e tratamento da osteoporose, aumentando a densidade mineral óssea, e consequentemente, reduzindo a incidência de fraturas, porém em tratamentos com altas doses ou a longo prazo pode causar osteonecrose e fraturas atípicas. O Ranelato de estrôncio (RE) além de promover a formação de novo osso também inibe a reabsorção óssea através da diminuição da diferenciação dos osteoclastos. Sabendo que o metabolismo ósseo em indivíduos normais é diferente daquele em indivíduos osteoporóticos, o objetivo desse trabalho é avaliar e comparar o efeito das drogas supressoras de reabsorção óssea em animais com depleção estrogênica e normais na reparação óssea por meio de avaliação radiográfica e histomorfométrica. Foram utilizadas 108 ratas que foram submetidas à cirurgia de ovariectomia (OVX) ou cirurgia fictícia (SHAM) divididas randomicamente em 6 grupos com 18 cada, distribuídas como segue: OVX/ALD, OVX/RE e OVX/NaCl, SHAM OVX/ALD, SHAM OVX/RE e SHAM OVX/NaCl. Após a ovariectomia (60 dias), todos os animais foram tratados com a droga relativa ao grupo até o término do período experimental. Após 30 dias de tratamento, um defeito de 5mm de diâmetro foi criado cirurgicamente na calvária dos animais. Após 7, 15, 45 dias, os animais foram submetidos à eutanásia e as peças ósseas removidas. A análise dos resultados foi realizada por microscopia e radiografia. A histomorfometria, aos 15 dias mostra que os grupos tratados (ALD e RE) apresentaram maior formação óssea em relação ao não tratado (NaCl) tanto nos grupos SHAM quanto no grupo OVX (p<0.05 ANOVA, Tukey). Além disso, os animais tratados com RE apresentam maior formação óssea em relação ao grupo ALD. De modo semelhante, aos 45 dias os resultados da morfometria indicam que na região da borda do defeito, os grupos tratados (ALD e RE) apresentaram maior formação óssea em relação ao grupo não tratado (NaCl) tanto no grupo SHAM quanto no grupo OVX (p<0.05 ANOVA, Tukey)
Abstract: Postmenopausal osteoporosis due to estrogen deficiency occurs as a consequence of increased bone resorption. Sodium Alendronate (ALD) is a bisphosphonate widely used in the prevention and treatment of osteoporosis that increases bone mineral density and consequently reduces the incidence of fractures. In treatments with high doses or long-term can cause osteonecrosis and atypical fractures. The Strontium ranelate (RE) promotes new bone formation and also inhibits bone resorption by decreasing osteoclast differentiation. As the bone metabolism in normal subjects is different from that in osteoporotic individuals, the aim of this work is to evaluate and compare the effect of suppressing drugs on bone resorption in subjects with normal and estrogen depletion in bone repair. The total of 108 rats was randomly divided into 6 groups of 18 each and underwent surgical ovariectomy (OVX) or sham surgery (SHAM), distributed as follows: OVX / ALD, OVX / OVX and RE / NaCl, SHAM OVX / ALD OVX SHAM / SHAM and OVX RE / NaCl. After ovariectomy (60 days), all animals were treated with the drug relative to the group until the end of the experimental period. After 30 days of treatment, a defect of 5 mm diameter was surgically created in the calvaria of animals. After 7, 15, 45 days, the animals were euthanized and bone pieces removed. The analyses of results was performed by microscopy. The histomorphometry at 15 days shows that the treated groups (ALD and RE) showed greater bone formation compared to untreated (NaCl) in both groups, SHAM and OVX (p <0,05 ANOVA, Tukey). Furthermore, animals treated with RE show increased bone formation compared to the ALD group. Similarly, at 45 days the results indicate that in the edge region of defect, the treated groups (ALD and RE) showed greater bone formation compared to the untreated group (NaCl) in both the SHAM group and the OVX group (p <0,05 ANOVA, Tukey)
Palavras-chave: OSTEOPOROSE
MENOPAUSA
REPARO ÓSSEO
TRATAMENTO
OVARIECTOMIA
OSTEOPOROSIS
MENOPAUSAL
BONE REPAIR
ALENDRONATE
STRONTIUM RANELATE
OVARIECTOMY
Área(s) do CNPq: CIENCIAS DA SAUDE::ODONTOLOGIA
Idioma: por
País: BR
Instituição: IASCJ - Universidade Sagrado Coração
Sigla da instituição: USC
Departamento: Ciências da Saúde e Biológicas
Programa: Biologia Oral
Citação: GRION, Dalva Pazzini. Efeitos de drogas supressoras de perda óssea no reparo ósseo de ratas normais e ovariectomizadas. Estudo com Alendronato de Sódio e Ranelato de Estrôncio. 2014. 65 f. Tese (Doutorado em Biologia Oral) - IASCJ - Universidade Sagrado Coração, Bauru, 2014.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: http://tede2.usc.br:8080/jspui/handle/tede/243
Data de defesa: 24-Feb-2014
Appears in Collections:Doutorado em Biologia Oral

Files in This Item:
File SizeFormat 
tese_dalva_grion.pdf3,07 MBAdobe PDFView/Open ???org.dspace.app.webui.jsptag.ItemTag.preview???


Items in TEDE are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.