Export iten: EndNote BibTex

Please use this identifier to cite or link to this item: https://tede2.unisagrado.edu.br:8443/handle/tede/320
Tipo do documento: Tese
Título: Efeito da temperatura sobre a degradação de força e resistência à corrosão in vitro de molas fechadas de NiTi
Título(s) alternativo(s): Effect of temperature on the degradation of strength and in vitro corrosion resistance of closed NiTi springs
Autor: Pompeo, Daniela Daufenback 
Primeiro orientador: Rivera, Luciana Monti Lima
Resumo: As molas de Níquel-Titânio apresentam excelente propriedade elástica, o que lhes confere a capacidade de exercer valores constantes de força durante sua deformação por um longo período. No entanto, ao serem submetidas a processos adicionais na sua fabricação, podem sofrer mudanças em suas propriedades mecânicas e alterar a sua superfície, afetando sua resistência à corrosão. Este estudo in vitro teve por objetivo avaliar a degradação de forças e a resistência à corrosão de molas fechadas de NiTi submetidas a força constante sob diferentes condições de temperatura. Trata-se de um estudo experimental in vitro que utilizou um total de 270 molas fechadas de 9mm, 135 da marca Morelli® e 135 da marca RMOTM, distendidas em 21mm em suportes padronizados de tubos de polyvinyl chloride, separadas horizontalmente por 21mm de distância. Os espécimes foram imersos em saliva artificial tamponada, distribuídos em recipientes com 3 temperaturas distintas (15ºC, 37ºC e 55ºC). A força foi medida por meio de um dinamômetro digital durante o período experimental, por um examinador cego previamente treinado, nos seguintes intervalos de tempo: baseline (0), 1, 7, 14, 21 e 28 dias. Foram realizadas medidas de Potencial de Circuito Aberto, com o auxílio de células eletroquímicas compostas por dois eletrodos. Para os ensaios de corrosão foi utilizada a saliva artificial como eletrólito à temperatura ambiente em um Potenciostato/Galvanostato e as curvas potenciodinâmicas foram examinadas pelo software Voltamaster 4. A força média das molas de NiTi da RMOTM, nas três temperaturas analisadas, foi estatisticamente maior em baseline do que as molas de NiTi da Morelli®. Durante os períodos analisados ocorreu oscilação das forças médias em ambas as marcas, e ao final de 28 dias não foi observada diferença estatisticamente significativa entre elas nas diferentes temperaturas. A resistência à corrosão se mostrou diferente entre as marcas analisadas, mas ambas sofreram influência da temperatura. Diante dos resultados, pode-se concluir que a variação da temperatura não influenciou na degradação de força das molas de NiTi, entretanto a temperatura de 55oC diminuiu a resistência à corrosão
Abstract: The coil springs NiTi exhibit excellent elastic properties, which gives them the ability to exert constant forces during its deformation over a long period. However, when being subjected to additional processes in their manufacture, can undergo changes in their mechanical properties, including force degradation under significant temperature variations. This in vitro study aims to evaluate the force degradation of closed coil springs NiTi subjected to constant force under different temperature conditions. A total of 270 closed coil springs, 135 of Morelli® and 135 of RMOTM and subjected to constant forces on standardized jigs of polyvinyl chloride tubes, separated horizontally by 5 mm distance and distended 21mm. The specimens were immersed in artificial saliva, distributed in bottles with 3 different temperatures (15ºC, 37ºC and 55ºC) controlled by a thermostat and digital thermometer. The force was measured by means of a digital dynamometer during the experimental period by a blinded investigator, in the following intervals: baseline (0), 1, 7, 14, 21 and 28 days. During each interval period will be selected 6 coil springs (3 of each brand) for corrosion analysis. Open Circuit Potential was realized with the aid of electrochemical cells composed of two electrodes. For corrosion testing, artificial saliva will be used as electrolyte at room temperature in a Potentiostat / Galvanostat. The potentiodynamic curves will be examined by Voltamaster 4 software. The average force of RMOTM springs, in three temperatures analyzed was statistically higher at baseline than NiTi springs Morelli®. During the periods occurred oscillation of the middle forces in both brands, and at the end of 28 days was no statistically significant difference between them at different temperatures. The corrosion resistance was different in the brands analyzed, but both are influenced by temperature. From the results, it can be concluded that the variation in temperature did not affect the strength degradation of NiTi springs, however the temperature of 55o C decreased corrosion resistance
Palavras-chave: Ortodontia
Corrosão
Níquel
Titânio
Orthodontics
Corrosion
Nickel
Titanium
Área(s) do CNPq: CIENCIAS DA SAUDE::ODONTOLOGIA
Idioma: por
País: Brasil
Instituição: Universidade do Sagrado Coração
Sigla da instituição: USC
Departamento: Ciências da Saúde e Biológicas
Programa: Biologia Oral
Citação: POMPEO, Daniela Daufenback. Efeito da temperatura sobre a degradação de força e resistência à corrosão in vitro de molas fechadas de NiTi. 2016. 65 f. Tese (Doutorado em Biologia Oral - Área de concentração: Biologia Oral) - Universidade do Sagrado Coração, Bauru, 2016.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: http://tede2.usc.br:8080/jspui/handle/tede/320
Data de defesa: 31-Oct-2016
Appears in Collections:Doutorado em Biologia Oral



Items in TEDE are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.