Export iten: EndNote BibTex

Please use this identifier to cite or link to this item: https://tede2.unisagrado.edu.br:8443/handle/tede/447
Tipo do documento: Dissertação
Título: O impacto do protocolo de dor torácica em unidade de pronto atendimento
Título(s) alternativo(s): The impact of the chest pain protocol on a prompt care unit
Autor: Flávio, Daniela Aparecida 
Primeiro orientador: Simeão, Sandra Fiorelli de Almeida Penteado
Resumo: As doenças cardiovasculares ainda permanecem como a principal causa de morte no mundo, sendo o Infarto Agudo do Miocárdio uma das patologias cardíacas que constitui um dos maiores problemas de saúde pública. Desta forma, frente à heterogeneidade da dor torácica, que pode evoluir para síndrome coronária aguda e principalmente o Infarto Agudo do Miocárdio com supradesnível do segmento ST, é fundamental a formulação de estratégias que garantam a identificação e a assistência destes pacientes o mais brevemente possível em pronto atendimento, onde a criação de algoritmos para a avaliação da dor torácica, torna-se a ferramenta que sistematiza as condutas médicas e de enfermagem, resultando em poderoso e eficiente instrumento de otimização da qualidade, contribuindo para a diminuição da morbimortalidade. Objetivou-se avaliar a efetividade do Protocolo de Dor Torácica em unidade de pronto atendimento. Foi desenvolvido um estudo com delineamento quantitativo, longitudinal e retrospectivo com abordagem descritiva, por meio da coleta de dados em prontuários clínicos (convencional e eletrônico) dos pacientes eleitos para protocolo de Dor Torácica em uma unidade de pronto atendimento. Os resultados permitiram observar que o tempo porta eletrocardiograma em 2013 e 2014, antes da implantação do protocolo, ficou com mediana de 00h12min min. e 00h10min e, após a implantação (2015 a 2018) 00h05min, 00h05min, 00h04min e 00h01min, respectivamente. Relacionado aos tempos contabilizados para Porta Balão, observou-se que nos anos de 2013 e 2014, foram de 02h19min e 02h17min e, após a implantação, anos de 2015 a 2018, 01h27min, 01h30min, 01h28min e 01h14min, respectivamente. Conclui-se que após a implementação do Protocolo de Dor Torácica houve diminuição gradativa e significativa dos tempos, assim como seu cumprimento, conforme as diretrizes estabelecidas para o Infarto Agudo do Miocárdio com supradesnível do segmento ST.
Abstract: Cardiovascular diseases still remain the main cause of death in the world, with acute myocardial infarction being one of the cardiac pathologies that constitutes one of the major public health problems. Thus, in view of the heterogeneity of chest pain, which can progress to acute coronary syndrome and especially acute myocardial infarction with ST segment elevation, it is fundamental to formulate strategies that guarantee the identification and assistance of these patients as soon as possible in ready care, where the creation of algorithms for the evaluation of chest pain, becomes the tool that systematizes medical and nursing procedures, resulting in a powerful and efficient quality optimization tool, contributing to the reduction of morbidity and mortality. The objective of this study was to evaluate the effectiveness of the Chest Pain Protocol in a prompt care unit. A quantitative, longitudinal and retrospective study was developed with a descriptive approach, through the collection of data in clinical records (conventional and electronic) of the patients chosen for the protocol of Chest Pain in a prompt care unit. The results allowed to observe that the time door electrocardiogram in 2013 and 2014, before the implantation of the protocol, was median of 00h12min min. and 00h10min, and after implementation (2015 to 2018) 00h05min, 00h05min, 00h04min and 00h01min, respectively. Regarding the times recorded for door balloon, it was observed that in the years of 2013 and 2014, it was 02:19 and 02:17 and, after the implementation, years from 2015 to 2018, 01h27min, 01h30min, 01h28min and 01h14min, respectively. It was concluded that after the implementation of the Chest Pain Protocol there was a gradual and significant reduction of the times, as well as its compliance, according to the established guidelines for acute myocardial infarction with ST segment elevation.
Palavras-chave: Protocolos
Dor torácica
Atendimento de Emergência
Infarto do Miocárdio com Supradesnível do Segmento ST
Síndrome Coronariana Aguda
Protocols.
Chest Pain
Ambulatory Care
ST Elevation Myocardial Infarction
Acute Coronary Syndrome.
Área(s) do CNPq: CIENCIAS DA SAUDE::ODONTOLOGIA
Idioma: por
País: Brasil
Instituição: Universidade do Sagrado Coração
Sigla da instituição: USC
Departamento: Ciências da Saúde e Biológicas
Programa: Saúde Coletiva
Citação: Flávio, Daniela Aparecida. O impacto do protocolo de dor torácica em unidade de pronto atendimento. 2018. 50 f. Dissertação (Mestrado em Saúde Coletiva) - Universidade do Sagrado Coração, Bauru, 2018.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: https://tede2.usc.br:8443/handle/tede/447
Data de defesa: 25-Sep-2018
Appears in Collections:Mestrado em Saúde Coletiva



Items in TEDE are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.