Export iten: EndNote BibTex

Please use this identifier to cite or link to this item: https://tede2.unisagrado.edu.br:8443/handle/tede/479
Tipo do documento: Dissertação
Título: Caracterização epidemiológica e demográfica da leishmaniose visceral americana humana de um município de médio porte do estado de São Paulo
Título(s) alternativo(s): Epidemiological and demographic characterization of human american visceral leishmaniasis from a medium-sized municipality in the state of São Paulo
Autor: Pranuvi, Meire Belchior 
Primeiro orientador: Calabria , Marcela Pagani
Primeiro coorientador: Santos , Ezequiel Aparecido dos
Resumo: O município de Bauru figura como tendo uma das maiores incidências de Leishmaniose Visceral Humana do estado de São Paulo. Contudo, torna-se de ex-trema importância que os dados epidemiológicos e demográficos da LV estejam sempre atualizados, para reconhecimento do problema no município. Este estudo teve como objetivo caracterizar epidemiologicamente e demograficamente a LV no município de Bauru/SP no período de 2007 a 2017. Como fonte de dados foram utilizadas as fichas de notificação de 400 casos autóctones notificados no SINAN. A caracterização demográfica foi realizada por inserção dos locais de residência dos casos no mapa geográfico de Bauru. Observou-se que a doença está totalmente urbanizada e a maior concentração dos casos está nas regiões periféricas do município. As regiões sul, sudoeste e oeste foram as que tiveram a maior incidência de casos, 14,86 por 10.000 habitantes e as regiões norte e centro tiveram a maior letalidade, de 7,84%. No período ocorreram 26 óbitos por LV, o que leva o município a uma taxa de letalidade de 6,5%. A maior ocorrência de casos foi no sexo masculino, 64,25%. A faixa etária predominante foi em crianças de 1 a 14 anos. A maioria dos adultos, 37,5% possuía ensino fundamental incompleto. Quanto à coinfecção pelo HIV, 23,50% eram HIV positivo. Dos casos novos, 16,62% eram HIV positivo e nas recidivas eram 87,18%. A febre foi o sintoma mais evidente, presente em 89,5% dos casos, seguida da palidez, 79,5%, do aumento do baço, 77,75%, da fraqueza, 75% e do aumento do fígado em 71,5% dos casos. Quanto à evolução, 90,5% foram curados, 6,5% foram a óbito por LV e 0,5% abandonaram o tratamento. A média temporal entre o início dos sintomas e o início do tratamento foi de 47,34 dias. As quedas na taxa de letalidade e nas ocorrências de casos se deram por melhorias nas ações de combate ao vetor e no diagnóstico e tratamento do paciente. Os dados mostraram que a LV em pacientes infectados pelo HIV apresenta mais risco de recidivas e óbitos, motivo pelo qual a testagem de todos os pacientes com LV para HIV deve ser incentivada. A distribuição geográfica dos casos no mapa do município permitiu identificar os bairros prioritários para as ações de controle da doença.
Abstract: The municipality of Bauru figure as having one of the highest incidences of Human Visceral leishmaniasis in the State of São Paulo. However, it is of extreme im-portance that epidemiological and demographic of the LV are always current, for recognition of the problem in the municipality. This study aimed to characterize epi-demiological and demographic to LV in the city of Bauru/SP in the period from 2007 to 2017. As a source of data was used from the 400 indigenous cases notification notified in SINAN. The demographic characterization was performed by insertion of the places of residence of cases on the geographical map of Bauru. It was observed that the disease is fully urbanized and the greatest concentration of cases is in the peripheral regions of the municipality. The South, Southwest and West regions were those that had the highest incidence of cases, 14,86 per 10.000 inhabitants and the northern and central regions had the highest lethality of 7,84%. In the period 26 LV deaths occurred, which leads the municipality to a fatality rate of 6,5%. The highest occurrence of cases was in males, 64,25%. The predominant age group was in chil-dren of 1 to 14 years. Most adults, 37,5% had incomplete elementary education. As for the HIV co-infection, 23,50% were HIV positive. Of the new cases, 16,62% were HIV-positive and in repeated was 87,18%. The fever was the most obvious symptom, present in 89,5% of cases, followed by pallor, 79,5% of the enlarged spleen, 77,75%, weakness, 75% and the increase in the liver in 71,5% of the cases. As for the evolu-tion, 90,5% were cured of 6,5%, were the death for LV and 0,5% abandoned treat-ment. The average time between the onset of symptoms and the start of treatment was 47,34 days. The falls in the fatality rate and the occurrences of cases if notice improvements in actions against vector and the diagnosis and treatment of the pa-tient. The data showed that the LV in patients infected by HIV presents more risk of relapses and deaths, which is why the testing of all patients with LV for HIV should be encouraged. The geographic distribution of cases on a map of the municipality identified the priorities for the actions of control of the disease.
Palavras-chave: Epidemiologia
Leishmaniose Visceral
Mapeamento geográfico
Análise espacial
Epidemiology
Visceral Leishmaniasis
Geographical mapping
Spatial analysis
Área(s) do CNPq: CIENCIAS DA SAUDE::ODONTOLOGIA
Idioma: por
País: Brasil
Instituição: Universidade do Sagrado Coração
Sigla da instituição: USC
Departamento: Ciências da Saúde e Biológicas
Programa: Saúde Coletiva
Citação: Pranuvi, Meire Belchior. Caracterização epidemiológica e demográfica da leishmaniose visceral americana humana de um município de médio porte do estado de São Paulo. 2018.Dissertação (Saúde Coletiva) - Universidade do Sagrado Coração, Bauru, 2019.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: https://tede2.usc.br:8443/handle/tede/479
Data de defesa: 21-Aug-2018
Appears in Collections:Mestrado em Saúde Coletiva



Items in TEDE are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.