Export iten: EndNote BibTex

Please use this identifier to cite or link to this item: https://tede2.unisagrado.edu.br:8443/handle/tede/486
Tipo do documento: Tese
Título: Análise da restrição da participação social, qualidade de vida, funcionalidade e dor de pacientes submetidos à Hemodiálise
Título(s) alternativo(s): Analysis of the restriction of social participation, quality of life, functionality and pain of patients undergoing Hemodialysis
Autor: Pellizzari, Camila Costa de Araujo 
Primeiro orientador: Virmond, Marcos da Cunha Lopes
Resumo: O Brasil possui, segundo pesquisa nacional realizada pelo Censo Brasileiro de Diálise de 2016, uma população de cerca de 122.825 pessoas acometidas por doenças renais, realizando hemodiálise. O paciente renal crônico submetido à hemodiálise passa por um tratamento longo que ocasiona limitações físicas e emocionais, prejudicando as atividades funcionais, cotidianas e a participação social do indivíduo. Nesse sentido, este estudo pretende caracterizar e discutir os efeitos da rotina do tratamento por hemodiálise na participação social, na qualidade de vida, no grau de dependência funcional e na dor autodeclarada de indivíduos renais crônicos que realizam tratamento no município de Santo Antônio da Platina - PR. Para tal utilizou-se uma ficha de identificação do paciente, a Escala de Participação, o KDQOL-SF, o questionário Índice de Barthel, a Escala Visual Analógica de dor – copos, o Questionário de McGill e o Inventário Breve de Dor em 100 pacientes em tratamento hemodialitico. Observou-se que a maior parte dos pacientes são homens, autodeclarados de raça branca, média de idade de 57,7 anos, casados, trabalhadores rurais e dependentes de aposentadoria. O diagnóstico principal foi a nefropatia diabética. Quanto ao tempo de tratamento, a maioria realizou tratamento conservador anterior à diálise e já realizava hemodiálise há mais de 1 ano. Em geral os indivíduos apresentaram-se sem restrição social significativa, com dependência funcional de grau leve, sendo a nefropatia diabética a maior responsável pela diminuição da funcionalidade com o aumento do tempo de tratamento de Hemodiálise. Apresentaram baixa frequência de dor autoreportada e em relação à qualidade de vida, as dimensões com menor score médio sinalizando pior qualidade de vida foram “condição de trabalho” e “sobrecarga imposta pela doença renal” e com maior score médio indicando melhor qualidade de vida foram “função sexual” e “estímulo da equipe de diálise”.
Abstract: Brazil has, according to a national survey conducted by the Brazilian Dialysis Census of 2016, a population of about 122,825 people affected by kidney diseases, undergoing hemodialysis. The chronic renal patient undergoing hemodialysis undergoes a long treatment that causes physical and emotional limitations, impairing the functional, daily activities and social participation of the individual. In this sense, this study aims to characterize and discuss the effects of routine hemodialysis treatment on social participation, quality of life, degree of functional dependence and self - reported pain of chronic renal individuals who undergo treatment in the municipality of Santo Antônio da Platina - PR. A Patient Identification Card, Participation Scale, KDQOL-SF, Barthel Index, Pain Analog Visual Scale, McGill Questionnaire, and Brief Pain Inventory were used for 100 patients in hemodialysis. It was observed that most of the patients are self-declared white men, mean age 57.7 years, married, rural workers and dependent on retirement. The main diagnosis was diabetic nephropathy. Regarding the time of treatment, the majority performed conservative treatment prior to dialysis and had been undergoing hemodialysis for more than 1 year. In general, the individuals presented without significant social restriction, with functional dependence of light degree, being the diabetic nephropathy most responsible for the decrease of the functionality with the increase of the time of treatment of Hemodialysis. There were low frequency of self-reported pain and in relation to quality of life, the dimensions with the lowest mean score were “work condition” and “overload imposed by renal disease” and with a higher mean score were “sexual function” and “stimulation of the dialysis team”.
Palavras-chave: Insuficiência renal crônica
Hemodiálise
Qualidade de vida
Restrição da participação social
Chronic renal failure
Hemodialysis
Quality of life
Social participation restriction
Área(s) do CNPq: CIENCIAS DA SAUDE::ODONTOLOGIA
Idioma: por
País: Brasil
Instituição: Universidade do Sagrado Coração
Sigla da instituição: USC
Departamento: Ciências da Saúde e Biológicas
Programa: Biologia Oral
Citação: Pellizzari, Camila Costa de Araujo. Análise da restrição da participação social, qualidade de vida, funcionalidade e dor de pacientes submetidos à Hemodiálise. 2019. Tese (Biologia Oral) - Universidade do Sagrado Coração, Bauru, 2019.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: https://tede2.usc.br:8443/handle/tede/486
Data de defesa: 25-Jun-2019
Appears in Collections:Doutorado em Biologia Oral



Items in TEDE are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.