Export iten: EndNote BibTex

Please use this identifier to cite or link to this item: https://tede2.unisagrado.edu.br:8443/handle/tede/487
Tipo do documento: Dissertação
Título: Comparação do nível de informação entre cirurgiões dentistas e universitários sobre lesões dentárias não cariosas
Título(s) alternativo(s): Comparison of the level of information between dental surgeons and university students about non-carious dental injuries
Autor: Cassita, Flávia Regina de Oliveira 
Primeiro orientador: Calabria, Marcela Pagani
Resumo: O termo lesão dentária não cariosa (LDNC) é um tipo de lesão dentária que encontramos com bastante frequência na clínica odontológica e descritas como um fenômeno complexo e multifatorial, exacerbado com o avanço da idade e define a perda irreversível do tecido mineralizado da estrutura dentária, com fatores muitas vezes incompreendidos. O diagnóstico requer atenção nos seus aspectos clínicos, na anamnese, considerando a história clínica, hábito alimentar, higiene oral, hábitos para-funcionais, presença de doenças sistêmicas e uso de medicamentos. Os termos erosão, abrasão, abfração e atrição são as terminologias mais aceitas, entretanto, é notório que essas terminologias são usadas de maneira permutável, deixando o próprio Cirurgião Dentista (CD) inseguro para diagnosticar, tratar e prevenir o aparecimento de novas lesões. O objetivo deste trabalho foi conhecer e comparar o nível de informação dos Cirurgiões Dentistas com o dos alunos do curso de Odontologia da Universidade do Sagrado Coração (USC), sobre o tema LDNC. Dessa forma, um questionário referente às LDNC, foi entregue aos CDs e alunos. Os resultados foram descritos através da frequência absoluta e relativa. Utilizou-se o teste Qui-quadrado para associação das respostas entre os dois grupos (p<0,05). A questão sobre nomenclatura não atingiu 100% das respostas corretas, predominando a erosão em ambos os grupos. Na questão sobre conhecimento dos fatores etiológicos nenhum dos grupos atingiu 100% das repostas, predominando os fatores etiológicos relacionados à erosão e abrasão, sendo que para o refluxo houve diferença estatística. Sobre como identificar uma LDNC, ambos os grupos relacionaram com a presença de desgastes cervicais e, em torno de 50% relacionaram com desgastes incisais/palatinos e dor ao gelado, mas poucos mencionaram dor ao quente e recessão gengival. A remoção dos fatores etiológicos, para ambos os grupos, fará com que reduza o surgimento de novas lesões. Uma pergunta aberta abordando o porquê de tratar as LDNC, a maioria dos CDs e alunos respondeu que deve-se tratar, pois irá melhorar a qualidade de vida dos pacientes. Para monitorar as LDNC, evitando o surgimento de novas lesões ou controlar as já existentes, os grupos responderam com maior porcentagem (60% e 70%) a alternativa “instrução de escovação”. Sobre a hipersensibilidade dentinária, 100% responderam que sabiam o que é a HD. Para o tratamento da HD, a opção dessensibilizante foi a mais destacada. As maiores divergências nos grupos foram observadas em relação ao tratamento com flúor, aplicação de verniz, laserterapia e tratamento endodôntico. Sobre as condições sistêmicas, 100% dos CDs e alunos sabiam da relação e a maioria respondeu que estresse, refluxo, bulimia, bruxismo e má oclusão estão relacionados às LDNC. Na questão que abordava qualidade de vida, 100% dos CDs e 87% alunos disseram que as LDNC influenciam na qualidade de vida das pessoas. Concluiu-se que os CDs e alunos apresentam um conhecimento semelhante. No entanto, não obtiveram 100% de respostas corretas em quase todas as alternativas, mostrando certa deficiência ou conflito sobre o tema e tratamento das lesões.
Abstract: The term non-carious dental lesion (LDNC) is a type of dental lesion that is found quite frequently in the dental clinic and described as a complex and multifactorial phenomenon, exacerbated with the advancement of age and is defined as an irreversible loss of the mineralized tissue of the dental structure, with factors often misunderstood. The diagnosis requires attention in its clinical aspects, in the anamnesis, considering the clinical history, alimentary habit, oral hygiene, para-functional habits, presence of systemic diseases and use of medications. The terms erosion, abrasion, abfraction, and attrition are the accepted terminologies, however, it is notorious that these terminologies are used interchangeably, leaving the Dentist (CD) unsafe to diagnose, treat, and prevent the appearance of new lesions. The objective of this study was to know and to compare the level of information of the Dentist with the students of the Dentistry course of Universidade do Sagrado Coração (USC), about LDNC. In this way, a questionnaire regarding the LDNC was delivered to the CDs and students. The results were described by absolute and relative frequency. The Chi-square test was used to associate the responses between the two groups (p <0.05). The question of nomenclature did not reach 100% of correct answers, with erosion predominating in both groups. In the question about knowledge of etiological factors, none of the groups reached 100% of the responses, predominating erosion and abrasion factors, and for reflux, there was a statistical difference. Regarding how to identify an LDNC, both groups related to the presence of cervical wear and, about 50% related to incisal/palatal and ice pain, but few mentioned hot pain and gingival recession. For both groups, the removal of the etiological factors will reduce the appearance of new lesions. An open question about why LDNC are treated, most CDs and students answered that it should be treated to improve the quality of life of patients. In order to monitoring the LDNC, to avoiding the appearance of new lesions or to controlling the existing ones, the groups responded with a greater percentage (60% and 70%) to the alternative "brushing instruction". About dentin hypersensitivity, 100% answered that knew what HD is. For the treatment of HD, the desensitizing option was the most outstanding. The greatest divergences in the groups were observed in relation to treatment with fluoride, application of varnish, laser therapy and endodontic treatment. About the systemic conditions, 100% of the CDs and students knew of the relationship and most answered that stress, reflux, bulimia, bruxism and malocclusion are related to LDNC. In the issue that addressed quality of life, 100% of CDs and 87% of students said that LDNC influences the quality of life of people. It was concluded that CDs and students present similar knowledge. However, they did not obtain 100% correct answers in almost all the alternatives, showing some deficiency or conflict on the subject and treatment of the lesions.
Palavras-chave: Erosão dentária
Abrasão dentária
Hipersensibilidade da dentina
Dental erosion
Tooth Abrasion
Densin hypersensitivity
Área(s) do CNPq: CIENCIAS DA SAUDE::ODONTOLOGIA
Idioma: por
País: Brasil
Instituição: Universidade do Sagrado Coração
Sigla da instituição: USC
Departamento: Ciências da Saúde e Biológicas
Programa: Saúde Coletiva
Citação: Cassita, Flávia Regina de Oliveira. Comparação do nível de informação entre cirurgiões dentistas e universitários sobre lesões dentárias não cariosas. 2019. Dissertação (Saúde Coletiva) - Universidade do Sagrado Coração, Bauru, 2019.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: https://tede2.unisagrado.edu.br:8443/handle/tede/487
Data de defesa: 12-Apr-2019
Appears in Collections:Mestrado em Saúde Coletiva



Items in TEDE are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.