Exportar este item: EndNote BibTex

Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://tede2.usc.br:8443/handle/tede/141
Tipo do documento: Dissertação
Título: Atividade antiulcerogênica de Ipomoea imperati (Vahl) Griseb (Convolvulaceae)
Título(s) alternativo(s): Activity antiulcerogenic of Ipomoea imperati (Vahl) Griseb (Convolvulaceae)
Autor: Miyahara, Maria Regina Mortatti 
Primeiro orientador: Zurron, Ana Claudia Bensuaski de Paula
Resumo: Ipomoea imperati (Convolvulaceae) é usada na medicina tradicional para o tratamento da inflamação, inchaço e feridas, bem como para tratar dor pós- parto e para problemas do estômago. I. imperati, apresenta compostos químicos como alcalóides indólicos e resinas glicosídicas, que são os componentes biológicos comumente ativos na família Convolvulaceae. Em estudos anteriores, I. imperati inibiu a inflamação tópica e sistêmica de maneira concentração-dependente, bloqueando significativamente a atividade da enzima fosfolipase A2 obtida da peçonha de abelha. Este trabalho avaliou a atividade anti-ulcerogênica de I. imperati em modelos animais de úlcera aguda e crônica. Também foi realizado um estudo histológico para visualização do efeito preventivo e cicatrizante da espécie Ipomoea imperati em modelo de úlceras gástricas. Em nosso estudo, I. imperati (200 mg/Kg) preveniu a formação de lesões gástricas induzidas pelo etanol em 77,2 % (p<0,05) quando comparado com o controle negativo tween 80. O controle positivo lanzoprazol preveniu em 85,6% a formação dessas lesões induzidas pelo etanol via oral (p<0,05). Com o estudo histológico confirma-se que, a administração oral de Ipomoea imperati uma hora antes do agente ulcerogênico, preveniu a formação de úlceras gástricas conservando as características de citoproteção da mucosa gástrica e garantindo a integridade de glândulas e fossetas gástricas da camada mucosa. Ainda foi avaliada a atividade cicatrizante de I. imperati (200mg/kg, v.o.) no modelo de úlcera crônica induzida por ácido acético. I. imperati cicatrizou 70% das lesões crônicas induzidas pelo ácido acético em tratamento realizado por via oral no período de 14 dias (p<0,05). Já o controle positivo cimetidina cicatrizou 78,8% dessas lesões crônicas da mucosa gástrica de roedrores (p<0,05). A análise histológica confirmou esses resultados recuperando a camada mucosa (glândulas e fossetas gástricas e epitélio de revestimento superficial) lesada pelo ácido acético, bem como a camada muscular da mucosa. Assim, foi possível observar em experimentos in vivo que a espécie em estudo Ipomoea imperati apresenta atividade preventiva e cicatrizante da mucosa gástrica, sendo este efeito muito próximo aos efeitos obtidos com as drogas antiulcerogênicas tradicionalmente usadas no mercado, como lanzoprazol e cimetidina. Esses dados são confirmados através do estudo morfológico realizado em nossos laboratórios, onde I. imperati preservou as características dos tecidos da mucosa gástrica de roedores.
Abstract: Ipomoea imperati (Convolvulaceae) is used in traditional medicine for the treatment of inflammation, swelling and wounds, as well as to treat pains after childbirth and for stomach problems. I. imperati showed that indole alkaloids and resin glycosides are the most common biologically active constituents in the Convolvulaceae. In previous studies, I. imperati inhibited the topical and systemic inflammation in a concentration-dependent manner. I. imperati had a significant inhibitory activity against phospolipase A2 enzyme from bee venom. This work evaluates the antiulcerogenic activity of I. imperati in acute and chronic gastric lesions. A histological study was also carried out to evaluate the preventive and healing actions of I. imperati in gastric ulcer model. In our study, Ipomoea imperati (200 mg/Kg-1, p.o.) prevented the formation of gastric lesions in 77,2 % (p<0.05) when compared with the negative control tween 80. The positive control, lanzoprazole, prevented in 85,6% the gastric lesions formation induced by ethanol (p<0.05). Therefore, the oral administration of Ipomoea imperati one hour before the ulcerogenic agent prevented the ulcer formation, conserving the citoprotection characteristics of the gastric mucosa and assuring the integrity of gastric glands and gastric fossets. The healing activity of I. imperati (200mg/kg-1, p.o.) evaluated in chronic ulcer experiments induced by the acetic acid, was 70% (p<0.05). The positive control, cimetidine, healed 78,8% of the gastric lesions (p<0.05). The histological analysis confirmed the recovery of the mucosal layer (gastric glands, gastric fossets and surface epithelium) and the muscle mucosal layer harmed by the acetic acid. It was observed that in vivo experiments confirmed the preventive and healing activities of I. imperati in the gastric mucosa, being these effects similar to commonly used antiulcerogenic drugs such as lanzoprazole and cimetidine. The results are confirmed by the morphological study carried out in our laboratory, where I. impereati preserved the characteristics of the gastric mucosal tissue of rats.
Palavras-chave: IPOMOEA IMPERATI
RATOS
ÚLCERA GÁSTRICA
CICATRIZAÇÃO
PLANTAS MEDICINAIS
IPOMOEA IMPERATI
RATS
GASTRIC ULCER
HEALING
MEDICINAL PLANTS
Área(s) do CNPq: CIENCIAS DA SAUDE::ODONTOLOGIA
Idioma: por
País: BR
Instituição: IASCJ - Universidade Sagrado Coração
Sigla da instituição: USC
Departamento: Ciências da Saúde e Biológicas
Programa: Biologia Oral
Citação: MIYAHARA, Maria Regina Mortatti. Activity antiulcerogenic of Ipomoea imperati (Vahl) Griseb (Convolvulaceae). 2008. 68 f. Dissertação (Mestrado em Biologia Oral) - IASCJ - Universidade Sagrado Coração, Bauru, 2008.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: http://localhost:8080/tede/handle/tede/141
Data de defesa: 13-Jun-2008
Aparece nas coleções:Mestrado em Biologia Oral

Arquivos associados a este item:
Arquivo TamanhoFormato 
dissertacao_maria_regina_mortatto_miyahara.pdf10,29 MBAdobe PDFBaixar/Abrir Pré-Visualizar


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.