Exportar este item: EndNote BibTex

Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://tede2.usc.br:8443/handle/tede/226
Tipo do documento: Tese
Título: Avaliação microbiológica das mãos de cirurgiões dentistas em atendimentos clínicos
Título(s) alternativo(s): Microbiological evaluation of the hands of dentists in clinical care
Autor: Carmo, Márcia Rosental da Costa 
Primeiro orientador: Weckwerth, Paulo Henrique
Primeiro coorientador: Chavasco, Jorge Kleber
Segundo coorientador: Franzolin, Solange de Oliveira Braga
Resumo: Na odontologia observa-se que a prevenção da disseminação de microrganismos durante os atendimentos tem se mostrado precária, tornando o profissional vulnerável a muitas doenças infecciosas. Deter as infecções tem se constituído, portanto em um grande desafio para todos os envolvidos sendo que as mãos se constituem no principal vetor para esta disseminação. Diante disto, realizou-se um estudo a partir da coleta de material biológico da mão ativa de 41 Cirurgiões Dentistas, selecionados aleatoriamente. O profissional enxaguou a mão por cerca de 30 segundos em um saco plástico estéril contendo 250 mL de soro fisiológico, em três tempos distintos, a saber: Tempo 1(T1): mão sem luva, antes do profissional iniciar o atendimento. Tempo 2 (T2): mão enluvada, após o término do atendimento, quando a luva apresentava-se contaminada com o material biológico do paciente e, Tempo 3 (T3): coleta da mão após remoção da luva. O material colhido foi inoculado nos meios de cultura BHI, Manitol Salt Ágar, EMB e Ágar Bile Esculina. Foram identificadas cepas de Staphilococcus aureus e não aureus, além de bactérias Gram negativas, sugestivas de procedimento deficiente de higiene das mãos. Realizou-se antibiograma para as cepas Gram positivas e negativas evidenciando-se expressivo número de cepas resistentes aos antibióticos usualmente empregados. A contagem em T1 foi maior para todos os meios de cultura empregados, sugerindo que o ato de enxaguar a mão por trinta segundos reduziu a microbiota presente. A fim de complementar a pesquisa foi aplicado questionário com perguntas sobre a rotina de higiene das mãos, uso de luvas e cuidados adotados para o controle de infecções. Desta forma, pode se verificar uma conduta ineficaz diante dos riscos biológicos e inadequada higiene das mãos dos profissionais.
Abstract: Nowadays, in odontology it is noticed that the prevention of the microorganisms dissemination during the clinical procedures has been precarious, what makes the professional vulnerable to a lot of infectious diseases. Stopping the infections has become a big challenge for everyone involved. And it is worthy to say that the hands are the main vector to microorganisms dissemination. Because of that, this study was developed from the biological material collected from the hands of 41 dentists, randomly selected. The professional washed his/her hands for around 30 seconds in a sterile plastic bag, filled with 250 mL of physiologic serum, in three distinct times: Time 1 (T1), hands without wearing gloves, before attending the patient; Time 2 (T2), wearing gloves, right after the patient treatment, when the glove was contaminated with the patients biological material; and Time 3 (T3), collected after removing the gloves. The material obtained was inoculated in culture mediums such as: Brain Heart Infusion Agar (BHI), Manitol Salt Agar (MSA), Eosin Methylene Blue (EMB) and Bile Esculin Agar (BEA). There were identified Staphylococcus aureus and not aureus strains, besides Gram-negative bacterias, that suggest deficient hygiene of the hands. It was made the antibiogram for the Gram-positive and Gram-negative bacterias, the result showed a high number of strains resistant to the most common used antibiotics. The microbiological count was higher in the T1 for all the culture mediums, suggesting that the act of washing the hands for 30 seconds decreases the microbiota resident in the hands. For the purpose of complement the research, it was applied a questionnaire about the routine of the hands hygiene, gloves using and cares adopted for the control of infections. So, it was verified na ineffective conduct against the biological risks and inadequate hands hygiene habits.
Palavras-chave: ODONTOLOGIA
CONTROLE DE INFECÇÃO
AGENTES ANTIMICROBIANOS
MICROBIOLOGIA
LAVAGEM DE MÃOS
RISCO POR AGENTES BIOLÓGICOS
CROSS-INFECTION CONTROL
ANTI-INFECTIVE AGENTS
MICROBIOLOGY
HANDWASHING
EXPOSURE TO BIOLOGICAL AGENTS
Área(s) do CNPq: CIENCIAS DA SAUDE::ODONTOLOGIA
Idioma: por
País: BR
Instituição: IASCJ - Universidade Sagrado Coração
Sigla da instituição: USC
Departamento: Ciências da Saúde e Biológicas
Programa: Biologia Oral
Citação: CARMO, Márcia Rosental da Costa. Avaliação microbiológica das mãos de cirurgiões dentistas em atendimentos clínicos. 2013. 112 f. Tese (Doutorado em Biologia Oral) - IASCJ - Universidade Sagrado Coração, Bauru, 2013.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: http://tede2.usc.br:8080/jspui/handle/tede/226
Data de defesa: 5-Fev-2013
Aparece nas coleções:Doutorado em Biologia Oral

Arquivos associados a este item:
Arquivo TamanhoFormato 
tese_carmo.pdf1,76 MBAdobe PDFBaixar/Abrir Pré-Visualizar


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.