Exportar este item: EndNote BibTex

Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://tede2.usc.br:8443/handle/tede/251
Tipo do documento: Dissertação
Título: Influência da inibição da enzima cox-2 no processo de reparo de enxertos ósseos autógenos intramembranosos e endocondrais
Título(s) alternativo(s): Influence of inhibition of the enzyme COX-2 in the repair process of bone autografts intramembranous and endochondral
Autor: Moreschi, Eduardo 
Primeiro orientador: Matsumoto, Mariza Akemi
Resumo: O sucesso das reconstruções ósseas de rebordos atróficos utilizando enxerto ósseo autógeno em bloco, dependem basicamente da sua adequada adaptação ao leito receptor e características do enxerto, como origem embriológica endocondral (EC) ou intramembranosa (IM), influenciada por diversas moléculas locais. Considerando o papel fundamental da enzima ciclooxigenase 2 (Cox-2) no reparo ósseo, o presente estudo objetivou analisar o efeito da inibição dessa enzima no processo de incorporação de enxertos ósseos em bloco provenientes da crista ilíaca (EC) e calvária (IM). Para tanto, 32 coelhos machos Nova Zelândia foram divididos em dois grupos: Controle (EC e IM) tratados com solução salina, e Anti-inflamatório - AINE (EC e IM) tratados com 6mg/Kg de droga anti-inflamatória não esteroidal etoricoxibe, sendo eutanasiados nos períodos de 7, 14, 30 e 60 dias. A porcentagem de osso neoformado na interface dos enxertos IM do grupo controle foi 14%, quando uma marcação mais intensa do fator de transcrição osteoblástico (Cbfa1/Runx2) foi observada, contra 4,75% do grupo AINE no período de 14 dias (P<0.05). Nenhuma diferença estatística foi detectada entre os enxertos EC em ambos os grupos, no entanto, o grupo AINE apresentou marcação mais intensa para Cbfa1/Runx2 nos períodos de 14 e 30 dias. Não ocorreram diferenças na marcação do fator de crescimento endotelial vascular (VEGF). Sugere-se que a inibição da Cox-2 influenciou na atividade osteogênica de enxertos ósseos onlay sem, no entanto, prejudicar o reparo ósseo.
Abstract: Success of alveolar reconstructions using onlay autogenous block boné grafts depends basically on their adequate integration to the recipient bed, characteristics of the graft, from endochondral (EC) or intramembranous (IM) embryologic origins, influenced by a number of local molecules. Considering the fundamental role of cyclooxygenase (COX-2) in bone repair, the aim of the present study was to analyze the effect of its inhibition in the incorporation of iliac crest (EC) and calvaria (IM) bone grafts. Thirty two male rabbits were divided into two groups: Control (EC and IM) treated with saline solution, and Nonsteroidal antiinflammatory drug - NSAID (EC and IM) treated with 6mg/Kg - etoricoxib, to be euthanized after 7, 14, 30 and 60 days. The percentage of new formed bone in the interface area of the IM control grafts was of 14%, when more intense Core binding factor 1 (Cbfa1/Runx2) labeling was registered, against 4.75% of NSAID group at day 14 (P<0.05). No differences were detected between the EC grafts in both situations, although NSAID group presented a more intense Cbfa1/Runx2 labeling at days 14 and 30. No Vascular endothelial growth factor (VEGF) labeling differences were detected. It is suggested that inhibition of COX-2 influences osteogenic activity of onlay bone grafts but does not impair their healing.
Palavras-chave: CICLO-OXIGENASE 2
ENXERTOS ÓSSEOS AUTÓGENOS
IMUNO-HISTOQUÍMICA
OSSIFICAÇÃO INTRAMEMBRANOSA
OSSIFICAÇÃO ENDOCONDRAL
CBFA1/RUNX2
VEGF
CYCLO-OXYGENASE 2
AUTOGENOUS BONE GRAFTS
IMMUNOHISTOCHEMISTRY
INTRAMEMBRANOUS OSSIFICATION
ENDOCHONDRAL OSSIFICATION
CBFA1/RUNX-2
VEGF
Área(s) do CNPq: ODONTOLOGIA::CIRURGIA BUCO-MAXILO-FACIAL
Idioma: por
País: BR
Instituição: IASCJ - Universidade Sagrado Coração
Sigla da instituição: USC
Departamento: Ciências da Saúde e Biológicas
Programa: Cirurgia Bucomaxilofacial
Citação: MORESCHI, Eduardo. Influência da inibição da enzima cox-2 no processo de reparo de enxertos ósseos autógenos intramembranosos e endocondrais. 2012. 56 f. Dissertação (Mestrado em Biologia Oral - Cirurgia e Traumatologia Bucomaxilofacial) - IASCJ - Universidade Sagrado Coração, Bauru, 2012.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: http://tede2.usc.br:8080/jspui/handle/tede/251
Data de defesa: 10-Ago-2012
Aparece nas coleções:Mestrado em Cirurgia e Traumatologia Bucomaxilofacial (CTBMF)

Arquivos associados a este item:
Arquivo TamanhoFormato 
dissertacao_eduardo_moreschi.pdf2,82 MBAdobe PDFBaixar/Abrir Pré-Visualizar


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.