Exportar este item: EndNote BibTex

Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://tede2.usc.br:8443/handle/tede/363
Tipo do documento: Tese
Título: Avaliação biomecânica de diferentes métodos de osteossíntese após osteotomia sagital mandibular em grandes avanços
Título(s) alternativo(s): Biomechanical evaluation of different methods of osteosynthesis after mandibular sagittal osteotomy in great advances
Autor: Klein, Gustavo Batista Grolli 
Primeiro orientador: Ribeiro-Junior, Paulo Domingos
Primeiro coorientador: Viswanath, Archana
Resumo: O objetivo deste estudo foi avaliar a estabilidade biomecânica de 6 diferentes formas de osteossínteses após osteotomia sagital. Sessenta hemimandíbulas de poliuretano foram atribuídas a 2 grupos, contendo 6 subgrupos cada. Após o avanço de 10 mm do segmento distai (grupo 1) e avanço de 10 mm combinado com 20° de rotação no sentido anti-horário (grupo 2), os segmentos ósseos foram fixados por diferentes métodos de osteossíntese utilizando placas/parafusos de 2,0 mm: Subgrupo A, uma placa reta convencional; Subgrupo B, duas placas retas convencionais; Subgrupo C, uma placa sagital convencional; Subgrupo D, uma placa reta locking; Subgrupo E, duas placas retas locking; Subgrupo F, uma placa sagital locking. As hemi-mandíbulas foram submetidas a testes de compressão, através de um teste biomecânico de 3 pontos, até obter-se deslocamento de 3 mm entre segmentos. Em todos os casos, as fixações apresentaram melhor desempenho no grupo 1 do que no grupo 2, com significância estatística nas subdivisões A, C e D (p<0,05). A utilização de 2 mini-placas retas mostrou maior resistência, seguido das miniplacas sagitais em ambos os grupos. Entretanto, em rotações no sentido anti-horário, o uso de duas placas retas convencionais não mostrou significância estatística em relação à placa de sagital locking (p<0,05). Este estudo demonstrou que duas placas é a forma de fixação com menor deslocamento. Se o clínico optar por utilizar apenas uma placa, a placa sagital é a melhor alternativa
Abstract: The aim of this study was to assess the biomechanical stability of 6 different osteosynthesis, after sagittal split osteotomy. Sixty polyurethane hemi-mandibles were assigned to 2 groups, containing 6 subgroups each. After 10-mm advancement of the distal segment (group1) and 10-mm advancement combined with 20° counterclockwise rotation (group2), the bone segments were fixed by different osteosynthesis methods using 2.0-mm plates/screws: Subgroup A, one conventional straight plate; Subgroup B, two conventional straight plates; Subgroup C, one conventional sagittal plate; Subgroup D, one locking straight plate; Subgroup E, two locking straight plates; Subgroup F, one locking sagittal plate. The hemi-mandibles were loaded in compressive strength, by a 3-point biomechanical test, until 3-mm displacement occurred between segments. In all cases, the fixations showed better performance in group 1 than group 2, with statistical significance in subdivisions A, C, and D (p<0,05). The use of 2 straight mini-plates showed more resistance, followed by sagittal mini-plates in both groups. However, in counterclockwise rotations, the use of two conventional straight plates showed no statistical significance against sagittal locking plate (p<0,05). This study shows that two plates is the form of fixation with less displacement. If the clinician opts to use one plate, sagittal plate is the best alternative
Palavras-chave: Fixadores Internos
Osteotomia Sagital do Ramo Madibular
Placas Ósseas
Rigid Internal Fixation
Sagittal Split Osteotomy
Bone Plates
Área(s) do CNPq: ODONTOLOGIA::CIRURGIA BUCO-MAXILO-FACIAL
Idioma: por
País: Brasil
Instituição: Universidade do Sagrado Coração
Sigla da instituição: USC
Departamento: Ciências da Saúde e Biológicas
Programa: Cirurgia Bucomaxilofacial
Citação: KLEIN, Gustavo Batista Grolli. Avaliação biomecânica de diferentes métodos de osteossíntese após osteotomia sagital mandibular em grandes avanços. 2016. 82 f. Tese (Doutorado em Biologia Oral - Área de Concentração: Cirurgia e Traumatologia Bucomaxilofacial) - Universidade do Sagrado Coração, Bauru, 2016.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: http://tede2.usc.br:8080/jspui/handle/tede/363
Data de defesa: 20-Dez-2016
Aparece nas coleções:Doutorado em Cirurgia e Traumatologia Bucomaxilofacial (CTBMF)

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Avaliacao biomecanica de diferentes metodos de osteossintese apos osteotomia sagital mandibular em grandes avancos (207565).pdfDocumento principal1,91 MBAdobe PDFBaixar/Abrir Pré-Visualizar


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.