Export iten: EndNote BibTex

Please use this identifier to cite or link to this item: https://tede2.unisagrao.edu.br:8443/handle/tede/398
Tipo do documento: Dissertação
Título: Análise e uso clínico de um novo equipamento que quantifica a deformidade das mãos em indivíduos com diabetes mellitus tipo 2
Título(s) alternativo(s): Analysis and clinical use of new equipment that quantifies hand deformity in individuals with type 2 diabetes mellitus
Autor: Iwamoto, Helen Cristina Tiemi 
Primeiro orientador: Barrile, Silvia Regina
Primeiro coorientador: Pessoa, Bruna Varanda
Resumo: INTRODUÇÃO: O Diabetes Mellitus é uma doença metabólica crônica e acomete vários sistemas, entre eles o musculoesquelético. A Síndrome da Mobilidade Articular Reduzida (SMAR) é uma manifestação frequente avaliada pelos testes sinal da prece e sinal do tampo da mesa (STM) para identificar a limitação articular dos dedos. O comprometimento musculoesquelético periférico leva a redução da mobilidade articular e da força muscular o que afeta a funcionalidade das mãos e as atividades de vida diária. Assim, há necessidade de novos elementos que identifiquem fidedignamente e quantitativamente as manifestações musculoesqueléticas da mão. OBJETIVO: Analisar se as manifestações musculoesqueléticas da articulação MCF do quinto dedo em indivíduos com diabetes tipo 2 (DM2) podem ser avaliadas por meio do equipamento Fontana’s Table Top Sign Analyzer (FTTSA) e avaliar a funcionalidade da mão por meio do questionário Disabilities of the Arm, Shoulder, and Hand (DASH). MÉTODOS: Foram conduzidos dois estudos e avaliados 55 indivíduos com DM2. No estudo 1 as avaliações foram realizadas por dois avaliadores, cegados entre si, por meio dos testes STM e FTTSA. Utilizou-se análises CCI, IC 95% para confiabilidade, Person para análise de correlação, Bland-Altman para concordância intra e interexaminadores, para validade preditiva utilizou-se curva ROC e análises pós-teste. No estudo 2 os indivíduos foram avaliados por meio de anamnese, pelo equipamento FTTSA, questionário DASH e força de preensão manual (FPM). Para as análises de comparação foi utilizado o test-t Student ou Mann-Whitney e para a correlação, Spearman ou Person, para as variáveis paramétricas ou não paramétricas, respectivamente. Considerou-se para todos os testes α 5%. RESULTADOS: Estudo 1 observou que nas análises interexaminadores para metacarpofalangeana direita (MCFD) mostraram boa confiabilidade (CCI= 0,61; p <0,0001), IC 95% 0,41-0,75, EPM 9,42, DMD 21,78, correlação (r=0,61; p<0,0001), boa concordância (viés -2,9). Para metacarpofalangeana esquerda (MCFE) houve confiabilidade (CCI= 0,57; p<0,0001), IC 95% 0,37-0,73, EPM 11,22, DMD 25,94, correlação (r= 0,57; p <0,0001), boa concordância (viés -2,4). As análises intra-examinadores para MCFD (CCI= 0,38; p= 0,002) e para MCFE (CCI= 0,47; p<0,0001) apresentaram confiabilidade moderada, para MCFD correlação (r= 0,38; p= 0,004) e MCFE (r= 0,47; p= 0,0003), presença de concordância MCFD (viés -3,2) e MCFE (viés 2,2). A validade preditiva estabeleceu a presença de deformidade (<583,83 u.a.) e ausência (≥583,83 u.a.), sensibilidade (78%) e especificidade (64%). Características pós-teste para MCFD e MCFE respectivamente foram: VPP= 67,7% e 50%, VPN= 75% e 68,1%, RVP= 2,2 e 1,9 e RVN= 0,4 e 0,9. No estudo 2 houve correlação entre FPM e a pontuação total do questionário DASH (r= -0,50; p <0,0001) e diferença significativa (p<0,0001) do DASH entre os sexos feminino e masculino. Não houve diferença significativa e associação entre o questionário DASH com a presença de deformidade, idade, tempo de diabetes e controle glicêmico. CONCLUSÃO: Estudo 1 - O equipamento FTTSA tem boa confiabilidade, reprodutibilidade e concordância, sendo mais eficaz para a análise da MCFD interexaminadores. A sensibilidade, especificidade e valores preditivos da MCFD indicam que a avaliação com o equipamento FTTSA é um bom teste diagnóstico para identificar a SMAR. Estudo 2 - Os indivíduos com DM2 com maior comprometimento na funcionalidade das mãos apresentam menor força de preensão manual e predominantemente do sexo feminino.
Abstract: INTRODUCTION: Diabetes Mellitus is a chronic metabolic disease and affects several systems, including the musculoskeletal system. Limited joint mobility (LJM) syndrome is a frequent manifestation evaluated by prayer sign and table top sign (TTS) tests to identify joint limitation of the fingers. The peripheral musculoskeletal impairment leads to reduced joint mobility and muscle strength which affects the functionality of the hand and daily activities. Thus, there is need for new elements to identify reliably and quantitatively musculoskeletal manifestations of hand. OBJECTIVE: To analyze whether the musculoskeletal manifestations of the fifth MCF in individuals with type 2 diabetes (T2D) can be evaluated using the Fontana’s Table Top Sign Analyzer(FTTSA) and evaluate the functionality of the hand using the Disabilities of the Arm, Shoulder and Hand (DASH). METHODS: Two studies were conducted and 55 individuals with DM2 were evaluated. In study 1 the evaluations were performed by two evaluators, blinded to each other, through the TTS and FTTSA tests. We used ICC analysis, 95% CI for reliability, Person for correlation analysis, Bland-Altman for intra and inter-examiners agreement, for predictive validity we used ROC curve and post-test analysis. In study 2, the individuals were evaluated by means of anamnesis, FTTSA, DASH questionnaire and handgrip strength (HGS). The Student-Mann-Whitney t-test and the Spearman or Person correlation were used for the comparison analyzes for the parametric or non-parametric variables, respectively. It was considered for all α 5% tests. RESULTS: Study 1 found that the inter-examiners analysis for right metacarpophalangeal (RMCP) showed good reliability (ICC = 0.61, p <0.0001), 95% CI 0.41-0.75, SEM 9.42, DMD 21.78, correlation (r = 0.61; p <0.0001), good agreement (bias -2.9). For left metacarpophalangeal (LMCP), there was reliability (ICC = 0.57, p <0.0001), 95% CI 0.37-0.73, EPM 11.22, DMD 25.94, correlation (r = 0.57, p <0.0001), good agreement (bias -2,4). Intra-examiner analyzes for RMCP (CCI = 0.38, p = 0.002) and LMCP (CCI = 0.47, p <0.0001) presented moderate reliability for RMCP correlation (r = 0.38, p = 0.004) and LMCP (r = 0.47, p = 0.0003), presence of agreement RMCP (bias -3.2) and LMCP (bias 2.2). The predictive validity established the presence of deformity (<583.83 a.u.) and absence (≥583,83 a.u.), sensitivity (78%) and specificity (64%). Post-test characteristics for RMCP and LMCP were, respectively: PPV = 68% and 50%, NPV = 75% and 68%, PLR = 2.2 and 1.9, and NLR = 0.4 and 0.9. In study 2, there was a correlation between HGS and total DASH score (r = -0.50; p <0.0001) and significant difference (p <0.0001) for DASH between the female and male sexes. There was no significant difference and association between the DASH questionnaire with the presence of deformity, age, diabetes time and glycemic control. CONCLUSION: Study 1 - The FTTSA equipment has good reliability, reproducibility and agreement, being more effective for the analysis of RMCP inter - examiners.The sensitivity, specificity and predictive values of RMCP indicate that the evaluation with the FTTSA equipment is a good diagnostic test to identify LJM. Study 2 - Individuals with T2D with greater impairment in hand functionality have lower handgrip strength and predominantly females.
Palavras-chave: Fisioterapia
Diabetes Mellitus
Deformidades adquiridas da mão
Articulações dos dedos
Limitação da mobilidade
Reprodutibilidade dos testes
Type 2 diabetes mellitus
Diabetes complications
Hand deformities
Metacarpophalangeal joint
Reliability and validity
Physiotherapy
Área(s) do CNPq: CIENCIAS DA SAUDE::FISIOTERAPIA E TERAPIA OCUPACIONAL
Idioma: por
País: Brasil
Instituição: Universidade do Sagrado Coração
Sigla da instituição: USC
Departamento: Ciências da Saúde e Biológicas
Programa: Saúde Funcional
Citação: IWAMOTO, Helen Cristina Tiemi. Análise e uso clínico de um novo equipamento que quantifica a deformidade das mãos em indivíduos com diabetes mellitus tipo 2. 2018. 81 f. Dissertação (Mestrado em Saúde Funcional) - Universidade do Sagrado Coração, Bauru, 2018.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: http://tede2.usc.br:8080/jspui/handle/tede/398
Data de defesa: 2-Mar-2018
Appears in Collections:Mestrado em Fisioterapia em Saúde Funcional



Items in TEDE are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.