Export iten: EndNote BibTex

Please use this identifier to cite or link to this item: https://tede2.unisagrao.edu.br:8443/handle/tede/399
Tipo do documento: Dissertação
Título: Análise histomorfométrica após ação do campo magnético no processo de reparo ósseo em coelhos
Título(s) alternativo(s): Histomorphometric analysis after magnetic field action in the bone repair process in rabbits
Autor: Silva, Daniel Ferraz Nunes da 
Primeiro orientador: Gulinelli, Jéssica Lemos
Primeiro coorientador: Calcagnotto, Thiago
Resumo: O objetivo deste estudo foi avaliar o efeito do campo magnético permanente no processo de reparo em defeitos ósseos criados cirurgicamente, preenchidos com coágulo sanguíneo por meio de análise histomorfométrica. Vinte e quatro coelhos Nova Zelândia, albinos, machos, adultos jovens, com cerca de sete meses de idade foram incluídos na pesquisa experimental. Após adequada exposição dos ossos parietais foram realizadas duas ostectomias de 1 cm de diâmetro para confecção dos defeitos ósseos e lojas para inserção dos imãs (grupo teste - CMP) ou dispositivos metálicos de titânio (grupo controle - CMA). Os imãs ou dispositivos metálicos foram fixados a 1,0 mm de distância dos defeitos, seguindo uma linha imaginária que cortou o defeito longitudinalmente no seu maior diâmetro. O defeito utilizado no estudo foi o do lado esquerdo que foi mantido apenas por coágulo. Os animais foram submetidos à eutanásia aos 30 e 60 dias pós operatórios. Os cortes obtidos foram corados com hematoxilina e eosina (HE) para a análise histomorfométrica da área óssea formada (AO) no interior do defeito. Os resultados foram apresentados através de médias e desvios-padrão de neoformação óssea para a análise histológica. Os dados foram submetidos ao teste de normalidade Kolmogorov- Smirnov. Em seguida, a comparação intragrupos e intergrupos (grupo CMP e grupo CMA), foi realizada por meio do teste estatístico One-Way ANOVA para a comparação em micrômetro µm2, adotando-se o nível de significância de 5%. Nos casos em que houve diferença estatisticamente significante, aplicou-se, o teste de Dunn. Todos os testes estatísticos, adequados aos experimentos, grupos e valores obtidos foram aplicados através do programa SIGMA STAT. Os resultados mostraram que existe diferença significativa intragrupos (grupo CMP com p = 0,008) no qual aos 30 dias a média de neoformação óssea foi 81,89 micrômetro µm2 (desvio padrão ±18,2) e 12,8 micrômetro 12,8 µm2 (desvio padrão ± 4,8) aos 60 dias. Na análise intragrupos do grupo CMA esta diferença não foi verificada. Na analise intergrupos não houve diferença significativa nos períodos analisados. O campo magnético avaliado no presente estudo acelerou o reparo ósseo em defeitos criados cirurgicamente no período inicial do processo.
Abstract: The objective of this study was to evaluate the repair of bone defects surgically created, filled with blood clot and submitted to permanent and constant magnetic stimulation in rabbit calvaria using histomorphometric analysis. Twenty-four New Zealand rabbits, albino, male, young adults, about seven months of age were included in the experimental research. After adequate exposure of the parietal bones, two 1 cm diameter ostectomies were made for bone defects and stores for the insertion of the magnets (test group - CMP) or titanium metallic devices (control group - CMA). The magnets or metal devices were fixed at 1.0mm distance from the defects, following an imaginary line that cut the defect longitudinally at its largest diameter. The defect used in the study was that of the left side that was kept only by clot. The animals were submitted to euthanasia at 30 and 60 days postoperatively. The obtained sections were stained with hematoxylin and eosin (HE) for the histomorphometric analysis of the formed bone area (AO) inside the defect. The results were presented through averages and standard deviations of the percentage of bone neoformation for the histological analysis. Data were submitted to the Kolmogorov-Smirnov normality test. Then, intragroup and intergroup comparisons were performed using the One-Way ANOVA statistical test for the comparison of μm2 micrometer, with a significance level of 5%. In cases where there was a statistically significant difference, the Dunn test was applied. All statistical tests, appropriate to the experiments, groups and values obtained were applied through the SIGMA STAT program. The results showed that there was a significant intragroup difference (CMP group with p = 0.008) in which at 30 days the mean bone neoformation was 81,89 micrometer μm2 (standard deviation ± 18.2) and 12.8 micrometer 12.8 μm2 (standard deviation ± 4.8) at 60 days. In intragroup analysis of the CMA group this difference was not verified. In the intergroup analysis there was no significant difference in the analyzed periods. The magnetic field evaluated in the present study accelerated the bone repair in defects surgically created in the initial period of the process.
Palavras-chave: Reparo Ósseo
Magnetismo
Defeito Ósseo
Histomorfometria
Bone repair
Magnetism
Bone defect
Histomorphometry
Área(s) do CNPq: ODONTOLOGIA::CIRURGIA BUCO-MAXILO-FACIAL
Idioma: por
País: Brasil
Instituição: Universidade do Sagrado Coração
Sigla da instituição: USC
Departamento: Ciências da Saúde e Biológicas
Programa: Cirurgia Bucomaxilofacial
Citação: SILVA, Daniel Ferraz Nunes da. Análise histomorfométrica após ação do campo magnético no processo de reparo ósseo em coelhos. 2018. 60 f. Dissertação (Mestrado em Biologia Oral - Área de Concentração: Cirurgia e Traumatologia Bucomaxilofacial) - Universidade do Sagrado Coração, Bauru, 2018.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: http://tede2.usc.br:8080/jspui/handle/tede/399
Data de defesa: 27-Feb-2018
Appears in Collections:Mestrado em Cirurgia e Traumatologia Bucomaxilofacial (CTBMF)



Items in TEDE are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.