Export iten: EndNote BibTex

Please use this identifier to cite or link to this item: https://tede2.usc.br:8443/handle/tede/482
Tipo do documento: Dissertação
Título: Impacto do trabalho noturno na qualidade de vida dos enfermeiros
Título(s) alternativo(s): Impact of night work on nurses' quality of life
Autor: Andreazzi, Annelisa Gregório 
Primeiro orientador: Jeremias, Fabiano
Resumo: O objetivo deste estudo foi avaliar o esgotamento profissional de 40 enfermeiros que trabalham no regime noturno no Hospital Estadual de Bauru-SP. Método: o questionário Medical Outcomes Study 36 – Item Short-Form Health Survey (SF-36) e o questionário Maslach Burnout Inventory (MBI) por um único avaliador. A associação entre o grau de Burnout e a qualidade de vida foi avaliada pelo Teste de Kruskal Wallis ao nível de significância de 5%. Resultados: foi observado que a maioria dos voluntários era do gênero feminino (n=34; 85,0%), na condição civil de casado(a) (n=28; 70,0%). Também foi observado que todos os enfermeiros apresentaram algum grau de Burnout: 12 com burnout elevado (grupo 3) (81 a 100 pontos), 22 com burnout moderado (grupo 2) (61 a 80 pontos) e 6 com burnout leve (grupo 1) (41 a 60 pontos). Com relação a associação da qualidade de vida com o grau de Burnout, na dimensão “aspectos físicos”, os valores médios mais expressivos foram observados no grupo 3, com relação aos seguintes domínios: capacidade funcional (70,0 ± 25,8); limitação (45,8 ± 25,7) e dor (46,2 ± 7,0). No domínio “estado geral de saúde”, o valor médio mais expressivo ocorreu no grupo 2. Apenas se observou significância no domínio “capacidade funcional” entre os grupos 2 e 3 (p<0,05). Na dimensão “aspectos emocionais”, os valores médios mais expressivos dos domínios foram observados nos grupos 2 e 3. No grupo 2, houve expressão para: “aspectos sociais” (51,7 ± 14,1) e “saúde mental” (50,2 ± 11,6); no grupo 3, em “vitalidade” (55,4 ± 9,6) e limitação (22,2 ± 32,8). Nesta última dimensão, nenhuma significância foi observada (p>0.05). Conclui-se que a presença de burnout é expressiva entre os enfermeiros do regime noturno. Deste modo, o esgotamento profissional também é notado em função da insatisfação no trabalho, desencadeando inclusive distúrbios somáticos, como dores e limitações funcionais e emocionais.
Abstract: The aim of this study was to evaluate the life condition of 40 nurses working at night in the Hospital Estadual de Bauru-SP. The Medical Outcomes Study 36 – Item Short-Form Health Survey (SF-36) questionnaire and the Maslach Burnout Inventory (MBI) questionnaire were applied by a single evaluator. The association between the degree of Burnout and quality of life was assessed by the Kruskal-Wallis test at a significance level of 5%. It was observed that the majority of the volunteers were female (n=34, 85.0%), in the married civil status (n=28, 70.0%). It was also observed that all the nurses presented some degree of Burnout: 12 with high burnout (group 3) (81 to 100 points), 22 with moderate burnout (group 2) (61 to 80 points) and 6 with mild burnout (41 to 60 points). Regarding the association of quality of life with the degree of burnout, in the "physical aspects" dimension, the most significant mean values were observed in group 3, in relation to the following domains: functional capacity (70.0 ± 25.8); limitation (45.8 ± 25.7) and pain (46.2 ± 7.0). In the "general health" domain, the most significant mean value occurred in group 2. Only significance was observed in the "functional capacity" domain between groups 2 and 3 (p <0.05). In the "emotional aspects" dimension, the most significant mean values of the domains were observed in groups 2 and 3. In group 2, there were expressions for "social aspects" (51.7 ± 14.1) and "mental health" (50.2 ± 11.6); in group 3, in "vitality" (55.4 ± 9.6) and limitation (22.2 ± 32.8). In this last dimension, no significance was observed (p> 0.05). It is concluded that the presence of burnout is expressive among nurses of the nocturnal regime. In this way, quality of life is also compromised due to job dissatisfaction, contributing to somatic disorders, such as functional and emotional pains and limitations.
Palavras-chave: Enfermagem
Esgotamento profissional
Trabalho em turno
Nursing
Professional exhaustion
Quality of life
Área(s) do CNPq: CIENCIAS DA SAUDE::ODONTOLOGIA
Idioma: por
País: Brasil
Instituição: Universidade do Sagrado Coração
Sigla da instituição: USC
Departamento: Ciências da Saúde e Biológicas
Programa: Saúde Coletiva
Citação: Andreazzi, Annelisa Gregório. Impacto do trabalho noturno na qualidade de vida dos enfermeiros. 2018. Dissertação (Saúde Coletiva) - Universidade do Sagrado Coração, Bauru, 2019.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: https://tede2.usc.br:8443/handle/tede/482
Data de defesa: 6-Dec-2018
Appears in Collections:Mestrado em Saúde Coletiva



Items in TEDE are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.