Export iten: EndNote BibTex

Please use this identifier to cite or link to this item: https://tede2.unisagrao.edu.br:8443/handle/tede/63
Tipo do documento: Dissertação
Título: Reabilitações bucais com implantes curtos e coroas longas em mandíbula: análise pelo método de elementos finitos
Título(s) alternativo(s): Oral rehabilitation with long tails and short implants in the mandible: analysis by finite element method
Autor: Medeiros, Antonio Carlos Quintão 
Primeiro orientador: Francischone, Leda Aparecida
Resumo: A utilização de implantes curtos tem se tornado cada vez mais frequente devido à perda dentária precoce e consequente reabsorção óssea dos processos alveolares dos maxilares. Dessa forma, a reabilitação obtida nessas regiões normalmente é atingida com a confecção de coroas protéticas longas, o que resulta em uma proporção desfavorável do tamanho da coroa em relação ao tamanho do implante, tornando-se um potencial risco biomecânico. Em reabilitações parciais fica a incerteza entre unir as coroas protéticas ou confeccioná-las isoladamente. A análise de elementos finitos foi utilizada para mensuração da dissipação de forças na interface osso-implante em protótipos de reabilitações mandibulares posteriores sobre implantes curtos com proporção coroa/implante desfavorável. Compararamse, virtualmente, protótipos de implantes dos sistemas Ankylos® e Straumann®, com comprimento de 6 e 8 mm, em reabilitações unitárias e parciais com dois elementos unidos com coroas dentárias de 20 mm de comprimento. Aplicaram-se uma força axial no centro oclusal das coroas de 382 N e uma força perpendicular às superfícies linguais de 8 N. Valores de tensão máxima foram mensurados na dissipação de forças de cada grupo. Os resultados mostraram que os valores máximos de dissipação da tensão nos modelos prototipados Ankylos® foram menores que nos Straumann®, os valores nos modelos de 8 mm foram menores que nos de 6 mm e valores semelhantes foram observados em ambas as reabilitações, unitárias e parciais. Comparando os resultados obtidos através desse método, os protótipos do tipo Ankylos® tiveram desempenho melhor, quanto ao padrão de dissipação de forças, que os protótipos tipo Straumann®, o maior comprimento do implante favorece o comportamento biomecânico e a união de coroas protéticas adjacentes não representa melhora do ponto de vista da dissipação de forças mastigatórias.
Abstract: The use of short implants has become increasingly common due to early tooth loss and subsequent bone resorption of alveolar processes of jaws. Thus, rehabilitation is usually obtained in these regions reached with the preparation of long prosthetic crowns, resulting in an unfavorable ratio of crown size relative to the implant size, making it a potential biomechanical risk. In partial rehabilitation is uncertainty the join of the prosthetic crowns or concoct them separately. The finite element analysis was used to measure the dissipation of forces in bone-implant interface of short implants prototypes in mandibular rehabilitations with unfavorable crown / implant ratio. Compared to virtually prototype implant systems Ankylos ® and Straumann ®, with a length of 6 and 8 mm, in single and partial, two elements, rehabilitations with 20 mm length dental crowns. Were applied an axial force in the occlusal center of the crowns of 382 N and a perpendicular force in the lingual surfaces of 8 N. Maximum stress values were measured in the dissipation of forces from each group. The results showed that the maximum dissipation of tension in the prototyped models Ankylos ® were lower than in the Straumann ®, the values in the model were smaller than 8 mm in 6 mm and similar values were observed in both rehabilitations, single and partial. Comparing the results obtained by this method, the prototypes of type Ankylos ® had better performance, considering the pattern of force dissipation, then Straumann ®prototypes, the largest implant length favors the biomechanical behavior of prosthetic crowns and the union does not represent adjacent improvement in terms of dissipation of masticatory forces.
Palavras-chave: IMPLANTE CURTO
ELEMENTO FINITO
REABILITAÇÃO BUCAL E BIOMECÂNICA
SHORT IMPLANT
FINITE ELEMENT
ORAL REHABILITATION AND BIOMECHANICS
Área(s) do CNPq: CIENCIAS DA SAUDE::ODONTOLOGIA
Idioma: por
País: BR
Instituição: IASCJ - Universidade Sagrado Coração
Sigla da instituição: USC
Departamento: Ciências da Saúde e Biológicas
Programa: Implantologia
Citação: MEDEIROS, Antonio Carlos Quintão. Oral rehabilitation with long tails and short implants in the mandible: analysis by finite element method. 2011. 54 f. Dissertação (Mestrado em Biologia Oral - Implantologia) - IASCJ - Universidade Sagrado Coração, Bauru, 2011.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: http://localhost:8080/tede/handle/tede/63
Data de defesa: 8-Feb-2011
Appears in Collections:Mestrado em Implantologia



Items in TEDE are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.